Kerry pede que Rússia encoraje cessar-fogo

Diplomatas europeus informaram que a União Europeia chegou a um acordo sobre um pacote de sanções econômicas contra o país por causa de envolvimento na crise ucraniana

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

ACQUELYN MARTIN/ASSOCIATED PRESS
undefined

O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, pediu que a Rússia encoraje os separatistas da Ucrânia a aceitarem um cessar-fogo, mas sinalizou que já é tarde para evitar novas sanções dos EUA. Diplomatas europeus informaram que a União Europeia chegou a um acordo sobre um pacote de sanções econômicas contra o país por causa de envolvimento na crise ucraniana.

Em uma entrevista coletiva junto com o ministro de Relações Exteriores da Ucrânia, Pavlo Klimkin, Kerry disse que a Rússia deixou o mundo "sem escolha" a não ser impor mais punições ao país. A Rússia nega que esteja fornecendo armas para os separatistas.

Kerry afirmou que conversou com o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, nesta terça-feira e pediu que o presidente Vladimir Putin use a influência que tem sobre os separatistas para fazer com que eles baixem as armas. Embora a Rússia sustente que quer ajudar a resolver a situação na Ucrânia, Kerry disse que as ações do governo russo não mostram qualquer evidência de disposição para isso.

O secretário norte-americano também pediu que a Rússia use sua influência para convencer os separatistas a cessar os combates perto do local onde o avião da Malaysia Airlines caiu e permitir que investigadores tenham acesso total à área.

A Casa Branca elogiou a decisão da União Europeia de tomar novas sanções contra a Rússia e disse que o governo dos EUA também pretende anunciar novas medidas. "Nós saudamos essas indicações inicias de que os países europeus vão tomar passos adicionais para impor mais custos sobre a Rússia", disse o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest. Segundo ele, os EUA podem fazer o anúncio ainda hoje. Fonte: Dow Jones Newswires.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave