Meta é dar acesso livre a pedestres

“A desobstrução dos passeios e a garantia da acessibilidade foram anseios da população, e essa é uma resposta da prefeitura”

iG Minas Gerais | Luiza Muzzi |

A intensificação das vistorias nas calçadas da capital está relacionada a uma reestruturação interna da equipe de fiscais da prefeitura – que desde 2011 passou a atuar de forma integrada – e também a dois projetos lançados no ano passado, com o objetivo de melhorar a acessibilidade e resgatar áreas de circulação de pedestres.  

Um deles é o Patrulha Fiscaliza BH, de novembro, que tem como foco a desobstrução do espaço público. O segundo é a Ação Integrada nas Grandes Avenidas (Amar BH), realizada desde março, que prevê a requalificação de 20 vias. Hoje, nove delas estão passando por vistorias, e a meta é a de conclusão até o fim do ano.

“A desobstrução dos passeios e a garantia da acessibilidade foram anseios da população, e essa é uma resposta da prefeitura”, explica a fiscal Márcia Curvelano. “É um trabalho de formiguinha. Uma cidade com milhões de domicílios não consegue se alterar tão rápido. Mas esperamos uma reposta positiva da população, com a correção das irregularidades”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave