Número de pedidos de aposentadoria cai na Previdência

Com as despesas crescendo menos, o déficit da Previdência caiu 26% nos primeiros cinco meses

iG Minas Gerais | Da redação |

De janeiro a maio de 2014 aconteceu um fato inédito desde 2005, a concessão de novas aposentadorias e benefícios caiu 1,3%. O número é pequeno, mas foi a primeira inflexão na série crescente de pessoas incorporadas à Previdência nos últimos dez anos. Com isso, as despesas com benefícios previdenciários (sem passivos judiciais) cresceram 1,4%, bem abaixo do ritmo dos últimos anos. As informações foram reveladas pelo jornal “Valor Econômico”.  

O decréscimo ocorreu em função de uma queda nas solicitações de aposentadoria. Ou seja, menos pessoas solicitaram o benefício ao INSS. De acordo com a reportagem, quando os requerimentos são separados por tipo, o grupo que reúne aposentadorias normais, por idade e tempo de contribuição, pensão por morte e salário maternidade apresentou queda de 8,5% em novos pedidos. Isso significa que 142 mil pessoas a menos pediram um benefício desse tipo entre janeiro e maio, em relação a 2013. A queda é expressiva, pois em todo o ano passado foram 280 mil solicitações a mais que em 2012.

Com as despesas crescendo menos, o déficit da Previdência caiu 26% nos primeiros cinco meses. Foram R$ 25,5 bilhões de janeiro a maio do ano passado e R$ 18,9 bilhões em igual período deste ano, resultado que combina com o déficit de R$ 40 bilhões esperado pelo governo. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave