Agendamento pelo site pode atrasar seguro-desemprego

Sine-MG não permite que o procedimento seja feito pessoalmente e diz que assim evita filas

iG Minas Gerais | ludmila pizarro |

Via web. O posto Sine–MG no UAI Praça Sete só atende solicitação de seguro-desemprego após feito o agendamento pela internet
CHARLES SILVA DUARTE / O TEMPO
Via web. O posto Sine–MG no UAI Praça Sete só atende solicitação de seguro-desemprego após feito o agendamento pela internet

Todo trabalhador formal que é demitido sem justa causa pode requerer o seguro-desemprego, mas começar a receber pode demorar, em Belo Horizonte, entre 30 e 150 dias. O requerente só pode solicitar a assistência a partir do sétimo dia depois da demissão. Aí começa a dificuldade. Conseguir um horário para iniciar o processo pode demorar até 30 dias. O agendamento não pode ser feito pessoalmente, apenas no site do governo do Estado. Muitas vezes, as pessoas passam dias tentando preencher o formulário online e não conseguem. E, quando finalmente vão ao Sistema Nacional de Emprego (Sine) e dão entrada no processo, a Caixa Econômica Federal, que faz o pagamento, tem o prazo de 30 dias para fazer o primeiro depósito.

Célio Silva, 32, que trabalhava como porteiro no bairro de Lourdes, tentou fazer o agendamento pelo site várias vezes, mas só conseguiu levar seus documentos ao Sine mais de 30 dias após a demissão. “Não gostei do sistema, não conseguia agendar, e agora só vou receber em agosto”, reclama. Mesmo quem consegue agendar pelo site na primeira tentativa ainda tem que esperar. A vendedora Luana Favaron, 24, achou fácil agendar pela internet, mas teve que esperar cerca de 20 dias para entregar os documentos e iniciar o processo. “Foi simples, na primeira tentativa consegui marcar”. Processo online. O requerente deve solicitar a assistência financeira temporária de sete a 120 dias após a demissão, e esse pedido precisa ser agendado, via internet, no site do governo do Estado. A exceção é se o trabalhador estiver entrando com o pedido quando o prazo de solicitação estiver acabando, ou seja, 90 dias após a demissão. Apenas nesse caso o agendamento é feito pessoalmente ou a pessoa é “encaixada” quando vai ao posto de atendimento sem ter feito a inscrição pelo site. Os funcionários do posto informam, por telefone, que, para marcar, o desempregado precisa entrar no site no início da manhã, entre as 7h e as 8h. Essa informação, porém, não está correta, já que usuários do sistema conseguem agendar na parte da tarde, caso de Luana Favaron. Lara Valadares, gerente do convênio do Sine em Minas Gerais, admite que a espera de cerca um mês para iniciar o processo é grande. “Nós temos interesse de aumentar a nossa capacidade de atendimento. Sempre podemos melhorar”, afirma. Para a gerente, entretanto, o agendamento via internet é a melhor maneira de atender a demanda. “Tentamos tratar o cidadão da melhor forma possível. Diante do grande volume de solicitações, o agendamento prévio evita que a pessoa fique esperando o dia inteiro em uma fila e corra o risco de não ser atendido”, pondera. Minas Gerais, segundo Lara Valadares é o segundo Estado do Brasil que mais seguros disponibilizou em 2014: já foram cerca de 242 mil em 133 postos de atendimento espalhados. Sobre a reclamação que algumas pessoas não conseguem fazer o agendamento pelo site, Lara Valadares sugere que a pessoa insista. “A pessoa consegue sim, fazer o agendamento, precisa insistir. Além disso, alguns desistem, não aparecem no horário e isso prejudica os demais cidadãos”, diz.

Teste de eficiência Produtividade Para aumentar a capacidade de prestação de serviços aos cidadãos, o Sine-MG está investindo em produtividade Cronometragem Todo o fluxo das etapas do atendimento na unidade da Gameleira está sendo cronometrado Agilidade O objetivo, segundo a gerente do convênio do Sine, Lara Valadares, é melhorar a capacidade e tornar esse atendimento mais ágil, para aumentar o número de pessoas atendidas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave