Incêndio em depósito de combustível de Trípoli se alastra

Num comunicado, o governo afirmou considerar que a situação está "muito perigosa" e pediu ajuda internacional, alertando que o episódio pode "provocar uma catástrofe humana e ambiental

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O incêndio que atinge um depósito de combustível próximo do aeroporto internacional de Trípoli se alastrou de um para dois tanques, nesta segunda-feira (28).

Num comunicado, o governo afirmou considerar que a situação está "muito perigosa" e pediu ajuda internacional, alertando que o episódio pode "provocar uma catástrofe humana e ambiental, cujas consequências são imprevisíveis". Vários países já demonstraram sua vontade de enviar aviões de combate a incêndios.

Os habitantes da região foram aconselhados a abandonarem-na devido à possibilidade de que haja uma explosão de grande magnitude nas instalações, que pertencem à companhia petrolífera líbia Brega.

O porta-voz da Companhia Nacional de Petróleo (CNP) líbia, Mohammed al Harari, afirmou que o fogo começou quando um tanque com 6,6 milhões de litros de gasolina foi atingido por um míssil. O local armazena, ao todo, cerca de 90 milhões de litros de diferentes tipos de combustível.

Milícias que enfrentam o recém-estabelecido governo líbio mantêm os combates pelo controle do aeroporto, o que, afirma o governo, prejudica o trabalho dos bombeiros. Nas duas últimas semanas, ao menos 138 pessoas morreram e 450 ficaram feridas nesses embates.

Os mais recentes confrontos começaram no último dia 13, quando milícias da cidade de Misrata (a 200 km de Trípoli) lançaram uma operação para tomar o aeroporto das brigadas de Zintán (a 170 km da capital).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave