Candidatos ganham reforços em momento que surge denúncia

iG Minas Gerais |

Belo Horizonte. Os candidatos ao governo de Minas receberam “reforços” nacionais na semana passada, com a presença dos presidenciáveis em atos de campanha no Estado. Entretanto, esse apoio veio em um momento no qual os próprios candidatos à Presidência da República são alvos de denúncias e investigações.

Quem ganhou o primeiro reforço na semana foi o candidato do PSDB, Pimenta da Veiga. Na segunda-feira, dia 21, Pimenta e o presidenciável pelo partido, senador Aécio Neves (PSDB), foram ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, na região metropolitana. A visita ocorreu um dia depois de publicada denúncia e aberta a investigação pelo Ministério Público mineiro a respeito do aeroporto em Cláudio, na região Central do Estado, que funciona em uma propriedade que era de um parente de Aécio e foi desapropriada.

Anteontem, no lançamento oficial da candidatura de Tarcísio Delgado em Juiz de Fora, o PSB ganhou reforço do presidenciável Eduardo Campos. Porém, o partido de Campos está no alvo de uma denúncia de propina em troca de apoio.

O candidato ao governo do Estado pelo PT, Fernando Pimentel, deve ganhar seus reforços a partir do fim da semana que vem. O ex-secretário-geral da Presidência da República Luiz Dulci informou que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula devem vir a um encontro do diretório mineiro em Montes Carlos, no Norte de Minas, no dia 1º.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave