As três tarefas do rotariano

iG Minas Gerais |

Eu sempre vejo o Rotary como uma grande escola, onde cada rotariano é, ao mesmo tempo, mestre e aluno. Desde seu início o Rotary foi uma escola de trabalho, na qual todos aprendem trabalhando e trabalham aprendendo. Nessa escola universal do Rotary, que tem mestres e alunos de todos os idiomas, raças, credos e costumes, temos a oportunidade de nos desenvolver, de aprender, de ensinar, de crescer espiritualmente.  Consciente dessa condição, as três principais tarefas do líder rotariano são: dar visibilidade às realizações do clube, promover a integração da família rotária e efetuar a mobilização do quadro social.   Nossa primeira tarefa é dar visibilidade a todo o bem que o Rotary faz. O presidente do RI disse que o Rotary nada tem a esconder. Tudo é claro e transparente, para ser partilhado com a humanidade.Para divulgar o Rotary, podemos usar recursos de marketing, da mídia, o que estiver ao nosso alcance. Devemos levar o nome do Rotary ao nosso ambiente de trabalho, aos nossos círculos de amizades, à nossa casa.   A nossa segunda tarefa é integrar a família rotária na vida do clube. É integrar o clube com outros clubes de serviços, com órgãos públicos, com empresas privadas. É desenvolver e motivar as pessoas. É ensinar ao novo companheiro como ser um autêntico rotariano, despertando-lhe a vocação de serviço. É transformar o velho companheiro, já cansado e desestimulado, em autêntico homem de ação, verdadeiro líder, reacendendo em seu coração a chama da amizade, da boa vontade, da paz e compreensão.  A terceira é mobilizar o quadro social para atender ao chamamento do serviço. É fazer com que todos os rotarianos sejam cúmplices uns dos outros na busca dos ideais rotários. Sabendo que cada clube é a soma de seus membros, o reflexo de seus sócios, quanto mais eficientes formos, maior eficiência terá o clube.  O rotariano é quem deve ensinar a todos o caminho da paz e do bem. É com realizações concretas de nosso clube que podemos elevar a imagem do Rotary ante tantos que nos rodeiam, em nossas comunidades e no mundo.   Artigo do EGD Alberto Bittencourt RC Recife Boa Viagem D 4500

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave