Chay Suede arregala olho e ganha papel

Ator conquista elogios e amplia seu público com primeiro trabalho na Globo

iG Minas Gerais |

Ator e músico. Após novela, Chay Suede vai gravar um EP e sair em turnê com sua banda
Globo/Zé Paulo Cardeal
Ator e músico. Após novela, Chay Suede vai gravar um EP e sair em turnê com sua banda

SÃO PAULO - Chay Suede diz não ter certeza sobre o que o fez conquistar o papel de protagonista nos primeiros capítulos de “Império”, novela das 21h da Globo. Tem apenas um palpite: no teste, resolveu arregalar bem os olhos quando o personagem se exaltava. A ideia era ficar mais parecido com Alexandre Nero, ator que interpreta José Alfredo ao longo da trama. “Pode ter sido essa arregalada sagrada”, disse em entrevista à reportagem. 

E pensar que Chay primeiro fez teste para viver o filho do protagonista. No meio da apresentação, notou que as diretoras cochichavam e ficou com medo de estar fora. “Achei que tinha feito algo errado, mas elas então pediram para eu voltar no outro dia com outro monólogo. Foi a maior bênção de todas”, diz.

Aos 22, o ator já é conhecido do público adolescente por “Rebelde” (2011), novela-sensação da Record. “Império” é sua estreia na Globo e em produção adulta. Na última semana, passou a ser reconhecido por um público diferente do que o assediava antes: além das garotas, crianças e adultos. “Esperava que a resposta do público fosse positiva, mas nada parecido com o que de fato está acontecendo. E agora estão interessados no meu trabalho”, afirma.

Nos quatro capítulos em que apareceu, José Alfredo, seu personagem, viveu e perdeu um grande amor, matou um homem, traficou diamantes do Brasil para Suíça, casou com uma quatrocentona falida, levou um tiro, fumou “ervas fortes catadas no mato”, gritou “Porra!” e ergueu um império milionário. Para isso, o ator fez laboratório de três semanas com o preparador de elenco argentino Eduardo Milewicz, que usa o método do contágio, e não da imitação, entre dois atores que fazem o mesmo personagem – ele e Nero.

“Convivemos bastante porque, para o preparador, precisávamos estar próximos para ficarmos parecidos”, diz. Os dois atores se tornaram amigos e gravarão juntos uma música composta por Chay para o personagem.

Do laboratório nasceu também o sotaque pernambucano que ele adotou nos primeiros capítulos da novela. “Saiu num dia em que estava muito dentro do personagem. Todo o mundo ficou olhando para mim. Funcionou”, conta.

Após a participação de quatro capítulos, Chay Suede não ficará à disposição da produção. Nas próximas semanas, ele grava um EP com músicas inéditas. Tem um filme na agenda para setembro, sai em turnê com sua banda em seguida e, mais no fim do ano, volta a trabalhar na Globo. Se estará no elenco da próxima novela das 21h, a “Babilônia” de Gilberto Braga, o ator não confirma. Mas, ao ouvir a pergunta, solta um: “Deus te ouça”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave