“Murundu” em turnê

iG Minas Gerais | Deborah Couto |

Cena. Os bailarinos da Meia Ponta no espetáculo que poderá ser visto no palco do Teatro Bradesco
lena maia/divulgação
Cena. Os bailarinos da Meia Ponta no espetáculo que poderá ser visto no palco do Teatro Bradesco

Os bichos, as coisas, o tempo... Tudo pode ser “Murundu”. Esse é o título do espetáculo da Meia Ponta Cia de Dança – que estreia dia 30 no Teatro Bradesco – e ele é tão aberto quanto o nome diz. Trata de todas as coisas. “Inicialmente, foi o meio ambiente a nossa principal fonte de inspiração para a criação do espetáculo”, conta Marisa Monadjemi, diretora artística da companhia. “Mas ele foi se construindo a partir da leitura que cada um teve dessa poesia inicial”, diz Marisa.

Etimologicamente, Murundu significa um pequeno monte. Na peça, ele se transforma em vários. “É um monte de coisas que podem ser coisa nenhuma. Talvez seja uma abstração poética, isso vai depender da visão de cada um. Nossa intenção é que cada um crie seu próprio Murundu”, diz Marisa. “A concepção inicial, que partiu dos elementos naturais – os bichos, a climatização, as árvores –, foi sendo transformada em movimentos, na coreografia, como uma colcha de retalhos. Mas a ideia é que cada um crie sua interpretação e saia com suas próprias ideias desses movimentos”, conta.

Com equipe estrelada, o espetáculo tem concepção, direção e organização coreográfica assinada por Dudude, cenografia e figurinos de Marcelo Xavier e trilha sonora de Renato Motha.

Segundo a diretora artística, o processo todo foi construído de maneira orgânica. “Não houve demandas separadas. Todos assistiram aos ensaios e pensaram juntos as ideias. Tudo foi feito em parceria”, afirma.

Marisa comemora o momento em que a peça, que estreou em 2012, se encontra. “O espetáculo está muito mais maduro, mais inteiro e completo agora”, diz.

Depois da curta temporada em Belo Horizonte, o grupo segue para apresentações em Natal (13 e 14 de agosto) e Manaus (16 e 17 de agosto).

Agenda

O que. “Murundu”

Quando. 30 e 3 de julho (quarta e quita-feira), 21h

Onde. Teatro Bradesco, Rua da Bahia, 2244, Lourdes

Quanto. R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave