Palmeiras terá que pagar por vandalismo no Itaquerão

Na noite deste domingo, não era possível saber a quantidade de cadeiras quebradas ou pichadas. “Só posso dizer que são muitas", disse uma funcionária

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Além da derrota em campo, o Palmeiras vai ter prejuízo na conta bancária como saldo do clássico deste domingo contra o Corinthians. Isso porque a torcida alviverde quebrou várias cadeiras no estádio Itaquerão e caberá à diretoria do time visitante pagar a conta, conforme acordo feito entre as duas diretorias antes da partida.

Na noite deste domingo, não era possível saber a quantidade de cadeiras quebradas ou pichadas. “Só posso dizer que são muitas", disse uma funcionária do setor de manutenção do Corinthians. Nesta segunda-feira um representante do Palmeiras vai acompanhar a vistoria no setor em que ficaram os palmeirenses para tomar conhecimento do saldo dos atos de vandalismo. Depois deverá ser divulgado balanço e também quanto o Palmeiras terá de pagar.

A quebradeira ocorreu de forma mais ostensiva a partir do final do clássico, enquanto os palmeirenses esperavam para ser escoltados pela PM até a estação Dom Bosco da CPTM, de onde iriam para a Barra Funda. Mais exaltados, alguns torcedores, após quebrar cadeiras, gritavam. “Coloca na conta do Nobre (Paulo Nobre, presidente do clube)".

No setor destinado às organizadas do Corinthians também era possível ver algumas cadeiras danificadas, mas em número muito menor do que no local em que ficaram os palmeirenses.

ESCUDO - O placar eletrônico do Itaquerão não exibiu em boa parte da partida deste domingo o escudo do Palmeiras. Durante boa parte do primeiro tempo aparecia apenas as iniciais S.E.P. (de Sociedade Esportiva Palmeiras) em vez do símbolo. O escudo do Corinthians, claro, esteve presente todo o tempo.

A assessoria de imprensa do clube alvinegro atribuiu a falha a um “problema de edição" cometido pelo responsável pelas imagens. O escudo do Palmeiras passou a ser mostrado a partir dos 30 minutos da primeira etapa.

Leia tudo sobre: itaquerãofutebolpalmeirascorinthians