Atlético abusa das falhas na defesa e perde para o Sport no Recife

Falecido na última quarta-feira, o escritor Ariano Suassuna recebeu homenagens na tarde deste domingo na Ilha do Retiro

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Com velhos erros e a insconstância defensiva, o Atlético perdeu para o Sport por 2 a 1, em Recife, e deixa claro que correções devem ser feitas para o time mineiro voltar a pensar em títulos nesta temporada. Com o resultado, o Galo permanece com 15 pontos no Brasileirão, cada vez estacionado no meio da tabela.

O próximo compromisso do Atlético será diante do xará paranaense. A partida será às 18h30 de domingo (3), na Arena Independência.

Domínio infrutífero. As homenagens ao escritor Ariano Suassuna, que faleceu na última quarta-feira aos 87 anos e era fanático pelo Sport, começaram antes mesmo do apito inicial tanto nas arquibancadas, quanto em campo - os jogadores do Leão da Ilha não somente usaram seus nomes, mas também de personagens de obras do dramaturgo paraibano.

Apesar desta inspiração para a equipe rubro-negra, quem começou dominando as ações da partida foi o Atlético, que tentava fugir da forte marcação adversária no povoado meio campo e sofria para chegar ao gol do Sport.

Com Guilherme pouco inspirado, Tardelli foi obrigado a buscar o jogo mais no centro do campo e acabou construindo as principais jogadas em lances individuais, ou na boa parceria com o Marcos Rocha. O camisa 2 foi pouco testado na marcação e teve mais liberdade para atacar, dando bons passes e lançamentos.

Quando o Galo ainda controlava o jogo, a dupla atleticana quase abriu o placar após cruzamento do lateral e domínio de Tardelli, que ficou cara a cara com o goleiro Magrão e tentou, em vão, dar uma cavadinha.

A frustração com a falta de mais oportunidades de gols desanimou o time mineiro, que viu o Sport crescer nos minutos finais do primeiro tempo e quase marcar duas vezes em falhas pontuais de Emerson Conceição.

Consequência. O começo do segundo tempo manteve o domínio do Sport que teve como prêmio o gol de Felipe Azevedo aos 5 min, em falha de Emerson Conceição. Atrás do placar, o técnico Levir Culpi sacou Jô e Maicosuel para ganhar o meio campo e em velocidade com Dátolo e Luan.

Contudo, o grande problema estava na defesa, que voltou a bater cabeça e viu o tento de Durval, em chute já caído no chão após passar por Réver e Léo Silva.

Com a desvantagem, o Atlético foi desesperado ao ataque e Tardelli, o único mais lúcido em campo, sofreu pênalti aos 38 min e converteu. A pressão final do Galo não rendeu frutos frente a retranca adversário e o amargor da derrota invadiu o lado alvinegro.

Leia tudo sobre: atleticogalosportbrasileirocampeonato brasileirorecifeerros