Cielo mira evolução após volta às piscinas curtas

Cielo não competia em piscina curta desde agosto de 2012 e voltou no Torneio Metropolitano, em Belo Horizonte, neste fim de semana

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Cielo bateu meta pessoal, e de quebra, fez 3º melhor tempo da carreira
Orlando Bento/MinasTC
Cielo bateu meta pessoal, e de quebra, fez 3º melhor tempo da carreira

Um novo ano começou para Cesar Cielo com o início do segundo semestre. Se no primeiro o foco estava no Troféu Maria Lenk, disputado em piscina longa, de 50 metros, agora os olhares do campeão olímpico estão no Mundial de Piscina Curta, de 25 metros que será realizado em Doha, no Catar, em dezembro.

Cielo não competia em piscina curta desde agosto de 2012 e voltou no Torneio Metropolitano, em Belo Horizonte, neste fim de semana. Contra atletas de clubes de Minas Gerais, venceu fácil nos 50m e 100m livre e nos 50m borboleta.

Os tempos, porém, ainda estão um pouco distante do melhor que Cielo pode fazer. Nos 50m livre, a marca de 21s27 o deixaria como melhor do País no ano passado, por exemplo, mas apenas em 11.º no ranking mundial. O brasileiro lidera o ranking 2014 em piscina longa.

Nos 100m livre, Cielo fez 47s19, o equivalente ao 24.º lugar do ranking mundial 2013, enquanto nos 50m borboleta o nadador do Minas seria 11.º com 22s74. Neste ano, a temporada está apenas começando e só uma grande competição adulta foi realizada: o Campeonato Japonês. Por isso, nos 50m livre e borboleta os tempos de Cielo são os melhores do mundo em 2014 - nos 100m livre ele é terceiro.

"Considerando os dois dias de competições, tive uma constância boa de resultados. Não tive uma prova muito boa nem uma prova muito ruim. O bom foi que deu para ver como estamos nos treinamentos. A partir de agora, é começar a trabalhar mais a explosão, para eu ter mais velocidade, e também alguns detalhes para as provas em piscina curta", comentou Cielo.

"O resultado (nos 50m livre) foi dentro do que eu estava esperando para meu atual momento. Vamos ver se para o Finkel eu consigo evoluir", disse, em referência ao Campeonato Brasileiro de Inverno, que vai acontecer em setembro, em Guaratinguetá (SP).

Leia tudo sobre: cielonatação