Nibali vence Volta da França e coloca nome na história

O vencedor teve 7min37 de vantagem sobre o segundo colocado, o francês Jean-Christopher Péraud

iG Minas Gerais | Agência Estado |

O ciclista italiano Vincenzo Nibali, líder da competição, foi apenas o vigésimo colocado nesta etapa
Reprodução Facebook
O ciclista italiano Vincenzo Nibali, líder da competição, foi apenas o vigésimo colocado nesta etapa

Vicenzo Nibali confirmou neste domingo o seu primeiro título da Volta da França, algo que já era sabido há alguns dias que aconteceria, uma vez que o italiano tinha enorme folga na classificação geral. Ao final da 21.ª e última etapa, em Paris, o vencedor teve 7min37 de vantagem sobre o segundo colocado, o francês Jean-Christopher Péraud. Desde o primeiro título (cassado) de Lance Armstrong, em 1999, ninguém abria tanta folga.

Ao vencer a Volta da França, Nibali coloca seu nome na história. Afinal, ele é apenas o sexto homem a fechar as chamadas "Grandes Voltas", que é o equivalente, no ciclismo, ao que é o Grand Slam no tênis. O italiano igualou o compatriota Felice Gimondi, os franceses Jacques Anquetil, Bernard Hinault, o belga Eddy Merckx e o espanhol Alberto Contador como os únicos a vencer Volta da França, Giro D'Itália e Volta da Espanha.

O primeiro título de Nibali na França vem um ano depois de ele ganhar na Itália e entrar no hall dos grandes nomes do ciclismo mundial. Na Espanha, cuja Volta é menos relevante do que as italiana e francesa, ele havia sido campeão em 2010.

Desta vez, a conquista foi facilitada pelo acidente que envolveu o campeão de 2013 Chris Froome (Grã-Bretanha) e Alberto Contador na primeira etapa. Os dois caíram, se machucaram, e deram adeus à disputa pelo título. Nibali assumiu a camisa amarela na segunda etapa, quando venceu pela primeira vez na carreira uma perna da Volta da França, e não deixou mais o posto de líder geral.

Neste domingo, Nibali nem precisou forçar. Com vantagem absolutamente confortável, manteve-se no pelotão e cruzou o Arco do Triunfo oficialmente na 81.ª colocação, já festejando o título, abraçado a colegas da equipe Astana, do Casaquistão. A vitória da etapa ficou com o alemão Marcel Kittel, a quarta dele na Volta, mesmo número de Nibali. Velocista, terminou na 161.ª colocação.

Uma volta ciclística, porém, tem diversos campeões, não apenas o classificação geral. Por pontos, a vitória (camisa verde) ficou com o eslovaco Peter Sagan, da Cannodale. Por equipes, o título é da francesa Ag2r-La Mondiale, de Péraud. A Astana, do campeão Nibali, foi apenas a sexta.

O melhor montanhista (camisa branca com bolinhas vermelhas) foi o polonês Rafal Majka, com Nibali em segundo. O francês Thibaut Pinot venceu entre os jovens. Vale lembrar que nenhum brasileiro participou da Volta da França. A FDJ.FR, equipe de Murilo Fischer, participou da prova, mas ele não foi escalado.

Leia tudo sobre: tour de francevolta da françaciclismo