Busca por novos títulos move o fim da era Alexandre Kalil

Galo joga hoje pelo Brasileiro, contra o Sport, em uma das duas competições que restam em 2014

iG Minas Gerais | Fernando Almeida Thiago Prata |

Titular. Com a ausência de Ronaldinho Gaúcho, Guilherme (foto) terá agora todas as chances de mostrar seu futebol
Douglas Magno / O Tempo
Titular. Com a ausência de Ronaldinho Gaúcho, Guilherme (foto) terá agora todas as chances de mostrar seu futebol

O ciclo de Ronaldinho Gaúcho no Atlético terminou. E, em cerca de cinco meses, se encerra também a era Alexandre Kalil. Uma fase iniciada com muitas frustrações, mas que se transformou numa das etapas mais vitoriosas da história do clube. E que ainda pode render alguns feitos até seu desfecho.

Após o título da Recopa Sul-Americana, a quinta conquista do clube com Kalil, o clube volta suas atenções para o Brasileirão, hoje, às 16h, contra o Sport, na Ilha do Retiro. Além da Série A, o alvinegro vai em busca de outro troféu que o atual mandatário não obteve ainda, o de campeão da Copa do Brasil.

Em pouco mais de cinco anos e meio à frente do Galo – sem contar os dois meses e meio em que teve de tapar o buraco deixado por Ziza Valadares, que renunciou ao cargo em 2008 –, Kalil angariou cinco canecos com o Atlético. Foram três pelo Mineiro – 2010, 2012 e 2013 –, um na Libertadores – em 2013 – e o da Recopa deste ano.

Se conquistar uma das duas últimas competições do time na temporada, Kalil terá média de um título por ano. Os jogadores esperam ajudar o presidente a aumentar sua marca histórica e, de quebra, engordar seus próprios currículos. O goleiro Victor, por exemplo, mostra uma certa obsessão pelo Brasileirão, campeonato que ainda não sentiu o gostinho de vencer.

“Cada competição tem suas dificuldades, sua importância e sua grandeza. Para nós, todo título tem um sabor especial. Qualquer conquista engrandece o currículo do jogador de seu clube. Ser campeão brasileiro é algo que quero experimentar. É meu grande objetivo para este segundo semestre”, destacou o arqueiro, que já obteve títulos estaduais, da Copa do Brasil (em 2005, pelo Paulista) e da Libertadores (com o Galo, no ano passado).

Levir Culpi também esbanja confiança para faturar novas conquistas. “Pelo empenho deles (jogadores), temos capacidade de buscar os dois títulos. Mas ainda precisamos de alguns ajustes”, disse o técnico.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave