Cláudio e Capelinha fora da lista da Anac

iG Minas Gerais |

Dos 29 aeroportos que receberam investimentos do governo através do ProAero, dois não constam na lista de aeródromos públicos – áreas destinadas a pouso, decolagem e movimentação de aeronaves – da Agência Nacional de Avião Civil (Anac): o de Cláudio e de Capelinha.

A construção do aeroporto de Cláudio tem sido alvo de polêmica com a revelação de que o governo mineiro gastou quase R$ 14 milhões na construção do local, que fica num terreno que pertencia a um tio-avô do senador Aécio Neves (PSDB). O tucano nega que o aeroporto tenha sido feito para uso exclusivo de sua família.

De acordo com a Anac, a inclusão de um terminal na lista de aeródromos do país segue requisitos técnicos relacionados à infraestrutura. O aeroporto de Cláudio está em processo de homologação junto à Anac, não estando aberto ao tráfego aéreo. Já o de Capelinha solicitou alteração cadastral de aeródromo privado para público, sendo que o processo junto à Anac depende da solução de pendências. (IL)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave