Semelhanças e diferenças

Na pele de Dandara, em “Malhação Sonhos”, atriz Emanuelle Araújo usa referências de sua trajetória

iG Minas Gerais | Anna Bittencourt |

Desde pequenininha. Atriz de 38 anos começou sua carreira aos 10 em uma companhia de teatro
Jorge Rodrigues Jorge/CZN
Desde pequenininha. Atriz de 38 anos começou sua carreira aos 10 em uma companhia de teatro

Interpretar um papel de época, um vilão ardiloso ou um personagem estereotipado são, com certeza, grandes oportunidades para um ator mostrar o seu trabalho. No entanto, fazer na TV um retrato aproximado de sua própria vida, certamente, é muito mais complicado. É com certa distância e bastante aproximação que Emanuelle Araújo encara sua primeira aparição em “Malhação”. Na pele de Dandara, a atriz vive uma cantora que, por ter um filho muito jovem, abandona o sonho dos palcos e acaba virando professora de canto. “Poderia ter sido igual para mim. Não foi fácil criar uma criança e conciliar uma carreira”, compara ela, que, apesar de ter engravidado aos 17 anos, acumula sete novelas no currículo, além de ser vocalista das bandas Moinho e Orquestra Imperial.

Longe dos folhetins desde “Gabriela”, Emanuelle foi convidada a integrar o elenco de “Malhação Sonhos” pelo diretor Luiz Henrique Rios. “Fiquei encantada com a proposta de misturar artes marciais, canto, dança e teatro”, empolga-se. Na atual temporada da trama infantojuvenil, a Academia do Gael, de Eriberto Leão, e a Ribalta, uma escola de artes, serão os pontos de encontros dos personagens. Segundo ela, participar de “Malhação” é um privilégio que nem sempre é compreendido pelos atores que compõem a parte adulta da novela. “É muito importante ter um produto em uma emissora como a Globo que dialoga diretamente com o público jovem”, acredita. “Falamos sobre sonhos e vontades que nem sempre acompanham a situação econômica, as diferenças sociais. São questões verdadeiras e que acontecem todo o tempo sem que ninguém dê muita atenção”, opina.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave