Após pouco mais de seis horas, trânsito no Anel Rodoviário é liberado

Carreta que carregada de hidróxido de amônio perdeu o controle do veículo , bateu na mureta de proteção e atravessou a pista, atingindo outros três carros que seguiam em sentido contrário; um dos motoristas morreu no local

iG Minas Gerais | Bruna Carmona / Camila Kifer / Vinícius Lacerda |

Carreta invadiu contramão atingiu três carros deixou um morto no Anel Rodoviario, em Belo Horizonte
Lincon Zarbietti / O Tempo
Carreta invadiu contramão atingiu três carros deixou um morto no Anel Rodoviario, em Belo Horizonte

Após pouco mais de seis horas de interdição, o trânsito no Anel Rodoviário foi totalmente liberado. A via foi fechada após um acidente envolvendo uma carreta e três carros na altura do bairro Engenho Nogueira, na região da Pampulha, na tarde deste sábado (26). Um comerciante motorista de um Fiat Fiorino teve o carro atingido pela carreta que invadiu a contramão e morreu no local.

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), o motorista da carreta carregada de hidróxido de amônio, que havia saído de Paulinea, em São Paulo com destino à Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, perdeu o controle do veículo na altura do KM 10, bateu na mureta de proteção e atravessou a pista, atingindo outros três carros que seguiam em sentido contrário.

José Geraldo Rezende, de 61 anos, motorista do Fiat Fiorino não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. Não houve registro de outros feridos.

Conforme o Corpo de Bombeiros, a carga da carreta chegou a vazar na pista após o impacto da colisão, no entanto, os militares realizaram um perímetro de segurança, que impediu a contaminação. A carreta permaneceu no local até a chegada de outro veículo da mesma empresa que realizou o transbordo da carga.

O caminhão não apresentava nenhuma sinalização de que transportava material perigoso, o que é obrigatório para o transporte de substâncias como hidróxido de amônio, segundo os bombeiros.

O tráfego na pista central, no sentido Vitória, foi liberado por volta de 21h40.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave