Ceará vence o Santa Cruz e dispara na ponta

Time cearense agora soma 27 pontos, enquanto o tricolor pernambucano sofreu sua terceira derrota consecutiva e se vê à beira de uma crise

iG Minas Gerais | Agência Estado |

No próximo sábado, o Ceará vai defender a liderança em casa, no Estádio Presidente Vargas, diante do Boa, às 21 horas
Ceará Oficial/reprodução
No próximo sábado, o Ceará vai defender a liderança em casa, no Estádio Presidente Vargas, diante do Boa, às 21 horas

O Ceará manteve a liderança isolada da Série B do Campeonato Brasileiro ao vencer o Santa Cruz por 3 a 2, neste sábado à tarde, no Estádio do Arruda, em Recife, pela 13.ª rodada. O time cearense agora soma 27 pontos, enquanto o tricolor pernambucano sofreu sua terceira derrota consecutiva e se vê à beira de uma crise, embora ainda esteja fora da zona de rebaixamento: soma 16 pontos e ocupa posição intermediária.  O time da casa entrou pressionado pelas duas derrotas sofridas para o Vasco, por 4 a 1, e Vila Nova, por 3 a 2. Outra vez apresentou erros nas saídas de bola e na marcação e não segurou a superioridade do visitante, que mereceu a vitória. O jogo começou movimentado, com os dois times brigando pelo domínio no meio de campo. O Ceará levava a melhor, tendo mais domínio da bola, e saiu na frente aos 22 minutos, quando Nikão fez boa jogada pelo lado direito da área, foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro. A bola passou por toda a área pequena e do outro lado, o oportunista Bill só empurrou para as redes. Tudo parecia perdido, tanto que a torcida tricolor passou a vaiar. Mas em dois minutos, o Santa Cruz virou o placar. Aos 27, após tabela com Danilo Pires, Wescley ajeitou e soltou uma bomba de esquerda, quase da linha da grande área. A bola foi morrer no ângulo esquerdo de Jailson. A virada aconteceu aos 29 minutos. Sandro Manoel lançou Keno pelo lado esquerdo e ele fez o passe para trás, onde Léo Gamalho bateu de primeira: 2 a 1. O Ceará, porém, foi buscar uma nova virada. Aos 39 minutos, Vicente desceu até a grande área e cruzou. Do outro lado, em velocidade, Magno Alves só desviou para as redes. Mas ao cair, Memo pisou na sua mão esquerda, que inchou rapidamente, dando pinta de uma fratura. O artilheiro cearense foi substituído por Lulinha três minutos depois.  A defesa do Santa Cruz voltou a falhar aos 46 minutos. Vicente bateu escanteio e mesmo entre vários adversários, o zagueiro Sandro subiu sozinho e tocou de cabeça, de cima para baixo. A bola quicou e impediu a defesa do goleiro Tiago Cardoso.  O ritmo de jogo não diminuiu no segundo tempo, mas o Ceará voltou mais recuado, esperando o time da casa atacar para explorar a velocidade nos contra-ataques. Mas o Santa Cruz não conseguiu dominar o meio, mesmo com as entradas de Natan e Flávio Caça Rato, respectivamente, nos lugares de Danilo Pires e Wescley. O Ceará, ao contrário, colocou dois volantes - Michel e Alex Lima - nas vagas de dois meias - Mikão e Eduardo. Nikão arriscou de fora aos 21 minutos e quase ampliou o placar para o Ceará. O Santa Cruz passou a ficar nervoso, principalmente com as vaias de sua torcida. O alvo principal era o técnico Sérgio Guedes, que não escapou do velho grito de "burro". O goleiro cearense, Jailson, não fez nenhuma defesa na etapa final. No próximo final de semana, dia 2 de agosto, os dois times voltam a campo. O Santa Cruz vai tentar a reabilitação contra o América-RN, em Natal, às 16h20. Já o Ceará vai defender a liderança em casa, no Estádio Presidente Vargas, diante do Boa, às 21 horas. FICHA TÉCNICA: SANTA CRUZ 2 X 3 CEARÁ SANTA CRUZ - Tiago Cardoso; Tony, Everton Sena, Renan Fonseca e Renatinho; Sandro Manoel, Memo, Danilo Pires (Natan) e Wescley (Flávio Caça Rato); Keno (Betinho) e Léo Gamalho. Técnico: Sérgio Guedes. CEARÁ - Jaílson; Marcos, Diego Ivo, Sandro e Vicente; João Marcos, Eduardo (Alex Lima), Ricardinho e Nikão (Michel); Bill e Magno Alves (Lulinha). Técnico: Sérgio Soares. GOLS - Bill, aos 22, Wescley, aos 27, Léo Gamalho, aos 29, Magno Alves, aos 39, e Sandro, aos 46 minutos do primeiro tempo. ÁRBITRO - André Luiz de Freitas Castro (GO). CARTÕES AMARELOS - Wescley, Tony, Léo Gamalho e Sandro Manoel (Santa Cruz). Sandro, Jailson, Marcos, João Marcos, Ricardinho e Nikão (Ceará). RENDA - R$ 269.869,00. PÚBLICO - 17.248 pagantes. LOCAL - Estádio do Arruda, em Recife (PE).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave