Israel é atacada novamente por Hamas, diz porta-voz do Exército

Avital Leibovich declarou ter registrado três ataques desde o anúncio da intenção do país em estender o cessar-fogo até a meia-noite (18h, horário de Brasília)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A porta-voz do Exército de Israel, Avital Leibovich, disse neste sábado (26), em sua conta no Twitter, que foguetes e morteiros foram disparados de Gaza contra o sul de Israel após o fim da trégua humanitária acertada com o Hamas. Segundo ela, já foram feitos três ataques contra Israel desde o anúncio da intenção do país em estender o cessar-fogo até a meia-noite (18h, horário de Brasília).

Israel e o Hamas fizeram neste sábado (26) uma trégua humanitária de 12 horas, que teve início às 8h de, no horário local (2h, no horário de Brasília) e terminou às 20h (14h, no horário de Brasília). No começo da tarde, Israel havia decidido prorrogar o cessar-fogo temporário por mais quatro horas. O Hamas não se pronunciou sobre a extensão da trégua.

A porta-voz do Exército, no entanto, não indicou se Israel responderá aos ataques. Na última postagem de Avital nas redes sociais, depois de já ter anunciado dois ataques contra o país, ela interpreta que o Hamas não aceitou prorrogar a trégua humanitária. “Terceiro ataque de foguetes desde o cessar-fogo humanitário. Vou parar de contar agora. Obviamente, Hamas mandou sua mensagem violenta de mais terror para Israel”, escreveu.

O número de palestinos mortos desde o dia 8 de julho, quando começou a ofensiva, já passa de mil, entre eles 192 crianças. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 70% dos mortos são civis. Do lado israelense, 37 soldados morreram em combate, além de dois civis e um trabalhado rural tailandês, que foram atingidos por tiros de morteiro.

* Com informações da Agência Lusa

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave