Kevin Love pede dispensa e não vai ao Mundial

Depois de Blake Griffin, do Los Angeles Clippers, neste sábado foi a vez do também pivô Kevin Love, atualmente no Minnesota Timberwolves, pedir dispensa e avisar que não vai disputar a competição na Espanha

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Love informou a USA Basketball  que por causa do seu atual status (estaria sendo transferido), ele está indisponível para participar da seleção dos EUA
Kevin Love Oficial/reprodução
Love informou a USA Basketball que por causa do seu atual status (estaria sendo transferido), ele está indisponível para participar da seleção dos EUA

Em menos de 24 horas, os Estados Unidos perderam duas das suas principais peças para o Mundial de Basquete. Depois de Blake Griffin, do Los Angeles Clippers, neste sábado foi a vez do também pivô Kevin Love, atualmente no Minnesota Timberwolves, pedir dispensa e avisar que não vai disputar a competição na Espanha, que começa em 30 de agosto. Love estaria negociando uma transferência para o Cleveland Cavaliers, em troca envolvendo Andrew Wiggins, a primeira escolha do Draft desta temporada. Assim, o pivô formaria, com LeBron James e Anderson Varejão, um time capaz de dar finalmente a Cleveland um título da NBA. "Kevin Love informou a USA Basketball (federação norte-americana de basquete) que por causa do seu atual status, ele está indisponível para participar da seleção dos EUA neste verão", explica Jerry Colangelo, diretor da federação. Na sexta, Blake Griffin alegou que precisa descansar para a próxima temporada e que, por isso, não vai jogar o Mundial. Antes, o armador Russel Westbrook, do Oklahoma City Thunder, pediu para não disputar a competição porque se recupera de lesões nos joelhos.  Os treinos da seleção norte-americana começam na segunda-feira e a posição de pivô deverá ser um problema, uma vez que só estão disponíveis Anthony Davis, DeMarcus Cousins e Andre Drummond, além de Kenneth Farie, que é ala e pode ser improvisado. O elenco é liderado por Kevin Durant, mas conta também com Paul George, Chandler Parsons, Kyle Korver, Gordon Hayward (todos alas), Derrick Rose, Stephen Curry, Damian Lillard, John Wall, Kyrie Irving (armadores), James Harden, Bradley Beal, Klay Thompson e DeMar DeRozan (ala-armadores). O técnico do time, que não conta com estrelas como LeBron James e Carmelo Anthony, será Mike Krzyzewski, da Universidade de Duke. O treinador tem ainda 18 jogadores à sua disposição, dos quais selecionará 12 para levar ao Mundial.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave