Cruzeiro chega a acordo com Metalist e acerta permanência de Willian

Negociação foi demorada porque a agremiação estrelada procurava uma forma legal de fazer o pagamento para o Metalist

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE / GUILHERME GUIMARÃES |

Atacante quer ficar no Cruzeiro, que ainda negocia com o Metalist
DENILTON DIAS/O TEMPO
Atacante quer ficar no Cruzeiro, que ainda negocia com o Metalist

Depois de muita negociação e um período de espera e apreensão, o Cruzeiro, enfim, conseguiu sacramentar a compra dos direitos do atacante Willian, neste sábado. A Raposa chegou a um acordo com o Metalist, da Ucrânia, e o jogador permanecerá na Toca. Ele vinha treinando em separado desde o dia 15 de julho, com autorização dos ucranianos, uma vez que seu contrato com o clube mineiro havia se encerrado no dia 14.

O presidente Gilvan de Pinho Tavares e o avante do Bigode concederão entrevista, neste sábado, no Mineirão, para falar sobre o encerramento da “novela”. A informação da permanência do atleta foi confirmada por volta das 13h, quando o diretor de futebol Alexandre Mattos usou o whatsapp para se comunicar com um grupo de torcedores cruzeirenses e informar sobre a finalização do acordo.

A negociação foi demorada porque a agremiação estrelada procurava uma forma legal de fazer o pagamento para o Metalist. O dono e presidente do clube europeu, que está foragido de seu país, chegou a sugerir que o pagamento fosse feito em um paraíso fiscal, condição rechaçada pela Raposa.

Somente após a apresentação de condições legais que não tragam problemas futuros para o time mineiro, é que a situação foi definida. A Raposa deve pagar 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 10,5 milhões)  de forma parcelada.

Willian se tornou um dos principais símbolos da conquista do tricampeonato brasileiro do Cruzeiro. Após deixar o bigode, a torcida entrou na onda do jogador e passou a utilizar a o “bigode grosso” nas arquibancadas. O atleta também se destacou pelas grandes atuações e pelos gols, conquistando de vez o carinho da China Azul.

O atacante fez 61 jogos com a camisa estrelada e marcou 15 gols. Além do título do Brasileirão, ele ajudou o clube a conquistar o campeonato Mineiro de 2013.

Leia tudo sobre: CruzeiroRaposaacertoWilliannovelametalistucrania