Análise da polícia contradiz laudo da Cowan sobre queda

Perito diz que não faltou aço em estrutura abaixo de um dos pilares, conforme alegou a construtora

iG Minas Gerais | Joana Suarez |

Ameaçado. Laudo que prevê risco de queda é usado como justificativa para demolir alça que ficou de pé
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Ameaçado. Laudo que prevê risco de queda é usado como justificativa para demolir alça que ficou de pé

A ordem da Prefeitura de Belo Horizonte para demolir a alça que restou do viaduto Batalha dos Guararapes, na avenida Pedro I, pode estar baseada em um laudo equivocado da construtora Cowan.

O estudo indicou que a causa do desabamento da alça do viaduto, no último dia 3, matando duas pessoas, estava na baixa quantidade de aço do bloco que sustentava um dos pilares da estrutura. Nessa sexta-feira (25), no entanto, a Polícia Civil informou que o bloco usado na construção, do tipo rígido, tem sim menos aço do que um bloco do tipo flexível, usado como referência pela Cowan para apontar a possível causa do acidente.

A destruição da alça que está de pé, segundo especialistas, pode representar mais gastos para o poder público e dificultar a obtenção de provas de falhas executivas.  

Leia a matéria na íntegra em nossa edição digital.

 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave