Em busca da rodada perfeita

Mesmo diante de um time que está no Z-4, técnico Marcelo Oliveira afirma que jogo não será fácil

iG Minas Gerais | Bruno Trindade |

Seguro. Atacante Marquinhos e o técnico Marcelo Oliveira na Toca da Raposa
JOAO GODINHO / O TEMPO
Seguro. Atacante Marquinhos e o técnico Marcelo Oliveira na Toca da Raposa

Mostrar a força do time em casa diante da torcida, furar a retranca do adversário, vencer a nona partida em 12 jogos e se distanciar ainda mais na liderança do Campeonato Brasileiro. Esse é o pensamento do Cruzeiro para a partida deste sábado contra o Figueirense, às 18h30, no Mineirão, pela 12ª rodada da disputa nacional.

Um triunfo celeste poderá deixar a equipe ainda mais tranquila na ponta da tabela, uma vez que seus principais concorrentes têm jogos difíceis e alguns deles jogam entre si. Cinco pontos atrás do líder, o Corinthians terá pela frente o clássico contra o Palmeiras. O terceiro colocado, o Fluminense, viaja até Coritiba para enfrentar o quarto, o Atlético-PR. Em quinto, o Internacional tem o difícil duelo fora de casa com o Bahia. Já o sexto, o São Paulo, vai ao Serra Dourada pegar o Goiás.

Porém as dificuldades que os rivais cruzeirenses terão na rodada não são descartadas pelo líder da competição. Apesar de enfrentar um adversário na zona de rebaixamento, o Cruzeiro sabe que não terão vida fácil diante do Figueirense, que conquistou todos os seus pontos fora de casa.

“A gente tem essa possibilidade de somar pontos importantes. Mas sabemos que futebol não é fácil e que cada jogo é difícil. Por mais que eles não estejam em um bom momento, eles virão para complicar nossa vida”, declarou o volante Henrique.

O marcador espera um oponente forte e fechado na defesa, tentando não dar espaços para o perigoso ataque estrelado. “Eles têm um lado direito forte, de velocidade e tocam bem a bola. Eles virão pra marcar nosso time. Temos que estar atentos para neutralizar os pontos fortes deles e fazer o nosso futebol render dentro de campo”, declarou.

Mesmo com a dificuldades nos jogos dos principais concorrentes, o técnico Marcelo Oliveira pretende não olhar pra trás e se concentrar apenas em cada um dos duelos que a Raposa terá pela frente. “Não devemos ficar olhando para trás e pensando nos times que estão chegando. Temos como objetivo o título e, por isso, temos que olhar pra frente e sempre em clima de decisão”, disse.

O treinador celeste considera o jogo contra o Figueirense como “o mais importante do ano” para o time estrelado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave