Palmeirenses andarão quatro quilômetros até o Itaquerão para clássico

Torcedores alviverdes farão trajeto a pé desde a estação Dom Bosco até o estádio para evitar confrontos com rivais, neste domingo (27)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Instagram/Corinthians
undefined

Depois da torcida do Palmeiras não acatar a sugestão da utilização de ônibus fretados para ir ao clássico deste domingo (27), contra o Corinthians, no Itaquerão, a Polícia Militar (PM) e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) decidiram um novo plano tático para a segurança do jogo na noite desta sexta-feira (25).

Em comunicado oficial, a nova determinação da PM é para que os organizados palmeirenses que forem ao Itaquerão se concentrem, a partir das 10h, na estação Palmeiras-Barra Funda da CPTM. Às 11h30, eles partirão para a estação Luz da CPTM, onde farão baldeação e seguirão em trem exclusivo, direto para a estação Dom Bosco, que fica depois da Corinthians-Itaquera.

Da estação Dom Bosco, os palmeirenses caminharão por 4 km, escoltados por policiais militares do Regimento de Cavalaria, ROCAM e do 39º Batalhão da PM responsável pela área do estádio.

Antes de a Mancha desistir dos ônibus, a orientação era para que palmeirenses não filiados a torcidas organizadas desembarcassem na estação Artur Alvim do metrô, mais próxima do setor destinado aos visitantes.

A PM também recomendou que os palmeirenses estejam "descaracterizados", ou seja, sem roupas identificadas com o Palmeiras.

O desembargador Sérgio Antônio Ribas fez uma recomendação inusitada, pedindo aos jogadores para não provocarem a torcida rival, sob risco de serem acusados de incitação à violência.

O efetivo da PM no estádio será de 470 policiais. A Guarda Civil Metropolitana vai disponibilizar 44 guardas e 13 viaturas. Haverá ainda 50 agentes do CET, 48 orientadores da Federação Paulista de Futebol, 80 seguranças particulares, 180 fiscais de catracas e outros acessos e 490 orientadores de público.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave