Troca de comando no Figueira desperta atenção da Raposa no adversário

Na zona de rebaixamento do Brasileiro, time catarinense trocou Guto Ferreira por Argel Fucks, ex-zagueiro celeste

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES E BRUNO TRINDADE |

Everton Ribeiro e Marcelo Oliveira pregam atenção ao Figueirense, mesmo com situação ruim do adversário deste sábado
MARIELA GUIMARÃES/O TEMPO
Everton Ribeiro e Marcelo Oliveira pregam atenção ao Figueirense, mesmo com situação ruim do adversário deste sábado

A 12ª rodada pode ser maravilhosa para o Cruzeiro. No entanto, a Raposa precisa fazer o dever de casa no fim de semana e contar com tropeço dos atuais adversários na briga pela ponta da tabela. Neste sábado, o confronto da vez é com o Figueirense, time que ocupa a 18ª colocação no Campeonato Brasileiro. Pelo menos na teoria, os concorrentes mais próximos têm compromissos bem mais complicados.

O Corinthians (segundo colocado) pega o Palmeiras em um dos grandes clássicos do futebol nacional, enquanto Fluminense (terceiro) e Atlético-PR (quarto) duelam entre si.

De técnico novo, já que Argel Fucks, ex-zagueiro estrelado, assumiu na vaga de Guto Ferreira, o Figueirense chama mais atenção do elenco celeste. Isso, pois o retrospecto mostra que certas mudanças no comando motivam os jogadores.

“Sempre que tem mudança, os jogadores tentam mostrar o seu melhor para o novo treinador. Será um jogo difícil, eles (Figueirense) estão tentando sair la de baixo (zona do rebaixamento). Por isso temos que estar atentos a todo momento”, comentou o meia Everton Ribeiro, que teve seu discurso apoiado por Dedé.

"Quando tem treinador novo, você tenta mostrar o seu melhor, alguma coisa a mais, mas, também, pode ter mudança tática. Vi o último jogo deles, estavam posicionando bem, marcando certinho. Teremos que fazer algo diferente para ganhar essa partida", disse o zagueiro. 

A situação ruim do adversário não engana o Cruzeiro. Até porque, todos os sete pontos que o Figueirense conquistou até aqui vieram de resultados positivos fora de casa. Vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, no Itaquerão (quinta rodada), empate em 1 a 1 com o Flamengo, no Morumbi (oitava rodada) e vitória diante do Coritiba, 2 a 0, no Couto Pereira (10ª rodada).

“O Marcelo (Oliveira) ainda vai passar o vídeo deles (Figueirense) pra gente ver o que mais de forte eles têm. Natural que times que nos visitam no Mineirão se fechem. Temos que ter paciência, toque rápido e preciso para entrar na defesa deles”, ressaltou o camisa 17.

Com um time mais técnico do que o Figueira, Marcelo Oliveira sabe que, além dos catarinenses, o estilo de jogo do Cruzeiro pode ter outro adversário no sábado: a chuva. 

“Os jogadores gostam do campo molhando, a bola corre mais. No entanto, esperamos que não esteja chovendo muito para não atrapalhar o espetáculo. Esperamos um adversário forte, que vai estar fechado, usar o contra-ataque e que trocou de treinador. Temos que estar ligados em todos os aspectos”, avaliou o treinador estrelado.