Ranieri substitui Fernando Santos na seleção da Grécia

Vice-campeão francês com o Monaco, , treinador treinará uma equipe nacional pela primeira vez em mais de 28 anos de carreira

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

UEFA/DIVULGAÇÃO
undefined

Claudio Ranieri foi vice-campeão francês com o Monaco, atrás apenas do superpoderoso Paris Saint-Germain, mas mesmo assim foi demitido do comando do time do principado, em maio. Dois meses depois, nesta quinta-feira, ele ganhou um presente. Anunciado como novo técnico da Grécia, vai treinar uma seleção pela primeira vez em mais de 28 anos de carreira.

Treinador praticamente desde que se aposentou do futebol, em 1986, Ranieri tem passagens por muitos dos principais times europeus. De 1991 para cá, treinou Napoli, Fiorentina, Parma, Juventus, Roma, Inter de Milão, Valencia, Atlético de Madrid e Chelsea, conquistando, entretanto, poucos títulos. Suas maiores conquistas são em torneios de segundo nível: ganhou a Série B italiana, a segunda divisão francesa, a Copa do Rei e a Copa da Itália.

Agora, aos 62 anos, vai tentar levar a Grécia à Eurocopa de 2016 na França. Ele assume o cargo para substituir o português Fernando Santos, que fez bom trabalho na Copa do Mundo, comandando uma campanha histórica dos gregos, que chegaram até as oitavas de final, perdendo nos pênaltis para a Costa Rica.

Fernando Santos tinha contrato apenas até o final do Mundial e preferiu deixar o comando técnico do time. "Eu assisti à Grécia na Copa do Mundo. Eles fizeram um bom torneio e eu particularmente gostei do espírito do time. Nós vamos continuar o trabalho duro. Estou desafio é produzir os melhores resultados possíveis", garantiu Ranieri.

O contrato do treinador com a federação grega vai até depois da Eurocopa. O time não deverá ter grandes dificuldades para ser um dos 24 times classificados, uma vez que está no Grupo F com Ilhas Faroe, Finlândia, Hungria, Irlanda do Norte e Romênia. Dessas equipes, pelo menos duas avançam à Eurocopa. A terceira ainda joga a repescagem.

Leia tudo sobre: técnicotreinadorseleção gregamonacoranieriex-jogadorsubstitutofernando santoseurocopa