Brasileiros em Israel organizam protesto contra posição do Itamaraty

Nesta quarta (23), a diplomacia brasileira emitiu uma nota condenando o que chamou de "uso desproporcional da força" por parte dos israelitas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Brasileiros que vivem em Israel participarão de uma manifestação contra a posição do Itamaraty a respeito do conflito entre israelenses e palestinos. O ato está marcado para o dia 1º de agosto, em frente à Embaixada Brasileira de Tel Aviv.

Nesta quarta (23), a diplomacia brasileira emitiu uma nota condenando o que chamou de "uso desproporcional da força" por Israel, e não mencionou o Hamas, organização que controla a faixa de Gaza.

A intenção dos organizadores era realizar a manifestação nesta sexta (25), mas a polícia israelense exige que protestos sejam comunicados com cinco dias de antecedência.

"O governo brasileiro está dando incentivo para que o Hamas continue jogando foguetes aqui, que podem atingir brasileiros. O que o governo faria se algum brasileiro se ferisse? Se eles tivessem condenado as duas partes, nada disso estaria acontecendo. Poderiam demonstrar preocupação, como todos os países do mundo", disse o paulista André Lajst, que mora em Tel Aviv e é um dos organizadores do evento.

Lajst está organizando o ato com o também brasileiro Daniel Rabetti, e mais de 2 mil pessoas já foram convidadas. Os dois participaram de uma manifestação realizada em Israel contra a corrupção no governo brasileiro, no ano passado. O ato foi em solidariedade aos protestos de junho ocorridos no Brasil.

A nota emitida pelo Itamaraty gerou reação do governo israelense, que disse que o Brasil é diplomaticamente 'irrelevante'.