Filme mostra busca de um jovem para se tornar cantor

iG Minas Gerais | da redação |

James Corden interpreta Paul Potts em sua incrível trajetória
Diamond Films
James Corden interpreta Paul Potts em sua incrível trajetória

SÃO PAULO. Paul Potts (James Corden) é um rapaz galês que nasceu para cantar ópera. Apesar de pressionado pelo pai para arrumar um emprego “de homem”, ele resolve seguir a vocação artística, incentivado por sua companheira (Alexandra Roach). Chega até a tentar a sorte numa audição com Pavarotti. 

Depois de algumas tentativas sabotadas por acidentes bestas ou por seu próprio nervosismo, surge a oportunidade de mostrar seus dotes no “Britain's Got Talent”, o mais famoso no Reino Unido dos inúmeros e chiques shows de calouros que pipocaram pelo mundo.

O sucesso inesperado (até para ele mesmo), aos 15 minutos do segundo tempo da prorrogação, mostra que, com perseverança, pode-se alcançar um sonho.

Essa é a trama edificante de “Apenas uma Chance”, longa baseado em história real e realizado por David Frankel, diretor nova-iorquino de currículo duvidoso – assinou, entre outros filmes pouco notáveis, o medíocre “O Diabo Veste Prada” (2006). O resultado, felizmente, é digno: muito se deve ao trabalho consistente desempenhado pelos atores que compõem o elenco. Roach, que esteve em “A Dama de Ferro” (2011), é um dos destaques. Mais do que isso, é prova de que com perseverança (e trabalho) também se pode fazer cinema que preste.

Lembra alguns filmes mais comerciais de Stephen Frears, como “A Van” (1996), com o qual compartilha um ótimo ator, Colm Meaney (que nos dois filmes é o pai), mas principalmente pelo tom leve, familiar, entre a comédia e a busca pela segunda chance.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave