‘PT é especialista em denúncias’

Candidato derrotado em 2010 e postulante ao cargo de senador, José Serra defende Aécio Neves

iG Minas Gerais |

Planejamento. Aécio reuniu ontem com coordenador da campanha no Espírito Santo, Ricardo Ferraço
Marcos Fernandes/ PSDB
Planejamento. Aécio reuniu ontem com coordenador da campanha no Espírito Santo, Ricardo Ferraço

Rio de Janeiro. O candidato do PSDB ao Senado por São Paulo, José Serra, afirmou nesta quarta esperar para este ano uma campanha presidencial mais dura do que a de 2010 com relação a trocas de denúncias entre os postulantes ao Palácio do Planalto.  

“(Os petistas) não vão querer perder o poder suavemente”, disse, após almoço fechado com empresários na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), no centro da capital fluminense. “O PT é especialista nisso (em denúncias eleitorais)”. O tucano concorreu à Presidência em 2010 pelo PSDB e perdeu para Dilma Rousseff.

Serra fez os comentários ao falar de reportagem do jornal “Folha de S. Paulo” que revelou a construção de um aeroporto em Cláudio (MG), na fazenda de um parente do presidenciável pelo PSDB, Aécio Neves. A obra foi feita quando Aécio era governador de Minas Gerais, e virou alvo do PT.

Para o tucano paulista, a questão está explicada. “Está totalmente esclarecido”, declarou. “Está tudo explicadinho. Houve uma desapropriação da área, que até foi contestada na Justiça. Não há nada que torne o fato mais insuspeito.” O postulante ao Senado por São Paulo reconheceu, porém, que campanhas eleitorais sempre serão marcadas por denúncias entre adversários. “Sempre vai haver troca de tiros”, afirmou. “Da parte do PT, não tenho dúvida (de que haverá ataques). A gente não sabe fazer. O PSDB não tem know how para isso. Eu mesmo não tive.”

Para Serra, a peculiaridade da disputa de 2014 torna maior a possibilidade de ataques. “Porque o risco (do PT) de perder é maior”, disse. O tucano argumenta que as Segundo

Serra, as pesquisas mais recentes mostram que a tendência na corrida eleitoral é de estreitamento das diferenças. “Realmente, isso parece, até agora, isso tem sido inexorável. Nesse sentido, tenho otimismo quanto ao resultado da eleição”, declarou. Ele afirmou que o principal ponto contra a presidente e candidata a reeleição pelo PT “é a inépcia de ponta a ponta”.

Ação. O PT pediu nesta quarta ao Ministério Público Estadual de Minas Gerais e à Procuradoria da República no Estado que abra inquéritos civil público e criminal para investigar se houve irregularidades cometidas na construção do aeroporto no município de Cláudio durante a gestão de Aécio Neves à frente do governo mineiro. É mais uma frente de apuração apresentada pelo PT, que já propôs apuração para a Procuradoria Geral da República.

Propaganda

Veto. Pela terceira vez, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu liminar para suspender a veiculação de publicidade institucional da Petrobras. O pedido foi feito pela coligação tucana.

São Paulo

Socorro. Com a campanha em crise, o candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, reuniu-se com a presidente Dilma Rousseff para tentar salvar sua candidatura.

Temor. O petista teme que a aproximação de Dilma do candidato Paulo Skaf (PMDB) esvazie sua candidatura.

Palanque. Já Skaf não vê espaço em seu palanque para Dilma. “Eu não enxergo palanque duplo. O palanque da presidente Dilma, como ela é do PT, o palanque natural dela é do candidato do PT. ê assim que eu enxergo”, afirmou.

Pressão. Mas, por conta da chapa presidencial entre PT e PMDB, Skaf terá que abrir espaço para a candidatura de Dilma – apesar de resistir à ideia.

Criador tira ‘Dilma Bolada’ da internet São Paulo. A página da personagem Dilma Bolada foi retirada do ar nesta quarta, pelo próprio dono do perfil, o estudante de publicidade Jeferson Monteiro. A página “fake” criada por Monteiro ficou famosa na internet pelas sátiras feitas à presidente Dilma Rousseff e pelas piadas com os opositores da petista. Monteiro publicou em seu perfil pessoal no Facebook um post confirmando ter desativado o perfil de Dilma Bolada. “Pra todos que estão perguntando: tirei a Dilma Bolada do ar, OK? Sem drama e sem mimimi”, escreveu.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave