Sócios do Galo na Veia reclamam do lugar destinado a eles no Mineirão

Torcedores vão ficar no local geralmente reservado a torcida visitante, o que causou revolta dos associados

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA E THIAGO PRATA |

ESPORTES : BELO HORIZONTE - MG - MINEIRAO . ATLETICO MG X LANUS RECOPA SUL AMERICANA . Jogo de volta do torneio da Recopa Sul Americana de 2014 entre as equipes do Atletico Mg x Lanus no Mineirao.
Foto : Joao Godinho / O Tempo 23.07.2014
JOÃO GODINHO
ESPORTES : BELO HORIZONTE - MG - MINEIRAO . ATLETICO MG X LANUS RECOPA SUL AMERICANA . Jogo de volta do torneio da Recopa Sul Americana de 2014 entre as equipes do Atletico Mg x Lanus no Mineirao. Foto : Joao Godinho / O Tempo 23.07.2014

Os sócios do Galo na Veia Black entraram no Mineirão na noite desta quarta-feira e logo começaram os protestos. Eles reclamam do lugar destinado a eles no Gigante da Pampulha nesta decisão da Recopa Sul-Americana, contra o Lanús-ARG.

Os adeptos do programa de sócio-torcedor do Atlético estão na área comumente destinada aos torcedores visitantes, no ‘segundo andar’ na direção de uma das bandeirinhas. Na final de Copa Libertadores contra o Olimpia-PAR, por exemplo, eles ficaram em uma área central das arquibancadas.

“Quando a gente veio aqui no Mineirão na final da Libertadores fizeram uma venda de ingressos para o setor roxo, para ocupar os lugares que o Galo na Veia não iria ocupar, e deixou todo mundo misturado. Então quem chegou primeiro foi ocupando os lugares e a gente sentou onde a gente quis. Quem queria sentar na parte do meio, que é a melhor parte, poderia sentar”, conta o torcedor Thiago Fialho.

“Hoje jogaram o Galo na Veia onde fica a torcida visitante dos jogos do Cruzeiro, que é na bandeirinha de escanteio, que para mim é o pior lugar do campo. Pior que atrás do gol. Eu paguei meu plano à vista, fui um dos primeiros a fazer o Galo na Veia no passado. Este ano paguei R$ 2.700, mas tem muita gente aqui que pagou R$ 3 mil, R$ 3.500”, completou.

“Não somos o Galo na Veia, a gente é o ‘Babaca na Veia’. Podemos colocar nariz de palhaço agora e ir para o circo. A diretoria está brincando com a gente. Fizeram uma sacanagem”, finalizou.

Desde a renovação para este ano, o sócio Black paga R$ 2.700 a vista, ou R$ 4.000 parcelado em 12 vezes, um aumento de R$ 400 nesta última opção.

A reportagem tentou entrar em contato com Adriana Branco, diretora executiva do Atlético, e recebeu a seguinte resposta: "Esse lugar é um lugar que tem entrada exclusiva, que o GNV não precisa trocar ingresso. Pensamos na comodidade do sócio. Só que hoje temos menos sócios do que na última ocasião aqui. Antes, contra o Olímpia, tínhamos 5.400 sócios. Ou seja, justificava fechar um lugar de 7.000 que hoje não justifica mais. Entendeu? É o mesmo setor embora não seja tão central", explicou.

Leia tudo sobre: galo na veiaatleticogalo torcidamineirao