Flamengo já articulava troca desde domingo, diz Ximenes

Dirigente explicou que a cúpula rubro-negra começou a agir no sentido de trocar de técnico assim que se confirmou a goleada para o Inter

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Ximenes já foi gerente de futebol do Flu no passado
Reprodução/Facebook
Ximenes já foi gerente de futebol do Flu no passado

Publicamente, a diretoria do Flamengo havia dado um voto de confiança ao técnico Ney Franco após os 4 a 0 sofridos diante do Inter, domingo, em Porto Alegre. Mas a queda do treinador, anunciada oficialmente nesta quarta-feira, já se desenhava nos bastidores horas depois da goleada no Beira-Rio. Foi o que revelou o diretor executivo de futebol clube, Felipe Ximenes.

"Nós começamos a agir ainda no domingo. Tivemos o cuidado de falar primeiramente com o Ney Franco, que tem um caráter incrível", disse Ximenes. "Depois de a rescisão ter sido acertada, pensamos no nome do Vanderlei (Luxemburgo). Felizmente conseguimos chegar a um acordo rápido com ele", continuou.

Segundo Ximenes, a troca de técnico não se baseou apenas na goleada do último domingo. "As decisões precisam ser tomadas com clareza. Não foram somente as duas partidas (contra Internacional e Atlético-PR, após o fim do recesso no Brasileirão). O trabalho é avaliado diariamente e foi isso que pesou para a saída dele", assegurou o dirigente.

Luxemburgo começa a trabalhar no Flamengo já nesta quinta-feira. Ele terá a tarefa de reerguer um time em crise, que ocupa a lanterna do Brasileirão e passa por momentos de incertezas no departamento de futebol. O zagueiro Erazo está de saída, o que também deverá acontecer com Elano e André Santos.

Leia tudo sobre: flamengofelipe ximenestecniconey francoluxemburgo