Empresa de ônibus pagará indenização de R$ 30 mil a mulher atropelada

Veículo da viação Coletivos São Lucas Ltda arremessou a pedestre sobre a calçada em 2010, na rua Açucena; R$ 15 mil são por danos morais e outros R$ 15 mil por danos estéticos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Uma mulher receberá indenização de R$ 30 mil da viação Coletivos São Lucas Ltda, empresa do ônibus que a atropelou no bairro Nova Suíssa, na região Oeste de Belo Horizonte. A decisão foi tomada pela 16ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

No dia 25 de maio de 2010, a mulher acabava de atravessar a rua Açucena quando foi atingida pelo veículo. Ela sofreu uma fratura no fêmur esquerdo e teve que se submeter a uma cirurgia. além de ficar internada por 20 dias e, durante sua recuperação, ter passado por sessões de fisioterapia, com o auxílio de medicamentos.

O juiz Jeferson Maria, da 12ª Vara Cível de Belo Horizonte, condenou a empresa ao pagamento de R$ 15 mil, a título de indenização por danos morais, e a R$ 15 mil por danos estéticos. Determinou ainda que caberia à Companhia Mutual de Seguros ressarcir a empresa nestes valores.

A viação e a seguradora recorreram da decisão. A empresa de ônibus alegou que o motorista do coletivo não provocou o acidente, e sim que a mulher teria se desequilibrado sozinha, e solicitou a redução do valor, mesma reivindicação da companhia de seguros.

O desembargador Wagner Wilson Ferreira estabeleceu que a pedestre não teve culpa, com base no boletim de ocorrência e nas testemunhas, e sim que houve imprudência do motorista na manobra.

Ele manteve os valores firmados em primeira instância, no que foi acompanhado pelos desembargadores José Marcos Rodrigues Vieira e Pedro Aleixo Neto.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave