Estudo mostra que brasileiros lideram ranking de uso das redes sociais

Dados apontam também que 41% compartilham conteúdos para promover alguma causa e 21% têm como objetivo manter contato com amigos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Brasil lidera acessos nas redes sociais.
Pond5
Brasil lidera acessos nas redes sociais.

Um estudo realizado pelo SurveyMonkey, em parceria com a Social@Ogilvy, mostrou que os brasileiros são os que passam mais tempo online nas redes sociais. De acordo com os dados, os russos ficam em segundo lugar com 10,8 horas mensais, e os argentinos ficam em terceiro, com 10,2 horas. Os brasileiros também estão entre os que mais compartilham conteúdo nas redes sociais (71% dos internautas nas redes), ficando atrás apenas da China (80%) e de Hong Kong (73%).

A pesquisa foi feita em 16 países, com 6,5 mil internautas. Os países que apresentaram menos compartilhamento de conteúdos são Japão, Estados Unidos e Alemanha, somando 6%, 15% e 21%, respectivamente. O México empata em comportamento online com o Brasil, com 71% dos internautas compartilhando.

O estudo revela ainda que, desses brasileiros que acessam as redes, 41% compartilham conteúdos com o objetivo de promoveram alguma causa e 21% têm como objetivo manter contato com amigos.

Motivos - Os compartilhamentos variam de acordo com a faixa etária dos brasileiros, sendo que 18% dos entrevistados com até 40 anos acreditam que os conteúdos postados em sua linha do tempo refletem suas personalidades. Para as pessoas com mais de 40 anos este índice cai para 5%. Já para 34% desses usuários com mais idade replicar conteúdos ajuda a manter contato com as pessoas na rede social, enquanto apenas 15% dos internautas abaixo desta faixa etária agem com esse objetivo.

Nos entrevistados mais jovens, 28% se sente mais criativo e 55% de quem atingiu os 40 anos acredita se sentir mais útil ao compartilhar um assunto com seus seguidores.

Diversão - Ainda segundo a pesquisa, 40% dos brasileiros entre 18 e 29 anos postam conteúdos mais divertidos, enquanto 59% de quem tem 40 anos ou mais prefere compartilhar assuntos mais informativos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave