Flamengo anuncia Luxemburgo para vaga de Ney Franco

"Professor" retoma projeto no rubro-negro após ficar mais de oito meses no ostracismo, sem trabalhar comandando clubes

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

MÁRCIA FEITOSA/VIPCOMM
undefined

O Flamengo apelará a um velho conhecido para tentar tirar a equipe da lanterna do Campeonato Brasileiro. Pouco depois de anunciar a demissão de Ney Franco, a diretoria do clube carioca confirmou nesta quarta-feira a contratação de Vanderlei Luxemburgo. Ele assinou contrato até o fim de 2015 e deve estrear logo em um clássico, diante do Botafogo, domingo, no Maracanã.

Luxemburgo voltará a comandar um time depois de mais de oito meses. Seu último trabalho havia sido no Fluminense, de onde foi demitido em novembro do ano passado após pouco mais de três meses de trabalho, deixando a equipe na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Para o Flamengo, Luxemburgo levará um velho conhecido, o preparador físico Antônio Mello, que acompanha o treinador onde ele vai. Como auxiliar, no entanto, o técnico promoverá uma novidade: o ex-atacante Deivid, de apenas 34 anos, que encerrou recentemente a carreira. Como jogador, aliás, ele atuou pelo Flamengo há pouco tempo, entre 2010 e 2012.

Apesar da carreira extremamente vencedora, Luxemburgo não vem fazendo bons trabalhos nos últimos anos e, até por isso, estava esquecido. Após trabalhos vitoriosos por Palmeiras, Corinthians, Cruzeiro, entre outros, o treinador decepcionou em suas últimas passagens, principalmente nas últimas duas, por Grêmio e Fluminense. Seu último título, aliás, foi conquistado justamente no Flamengo: o Campeonato Carioca de 2011.

Ele será o terceiro técnico do Flamengo nesta temporada. Jayme de Almeida iniciou o ano prestigiado pela conquista da Copa do Brasil do ano passado e até levou a equipe ao título carioca, mas a queda prematura na Libertadores, ainda na primeira fase, e o início ruim no Brasileirão culminaram em sua demissão.

Para a vaga dele, foi contratado Ney Franco. O treinador também começou mal, mas a esperança era de que acertasse a equipe durante a paralisação para a Copa do Mundo. Isso não aconteceu e ele acabou demitido com o time carioca em situação ainda pior do que quando assumiu - era o 16.º colocado no Brasileirão, hoje é o lanterna. Sob o comando de Ney Franco, o Flamengo não venceu: quatro derrotas e três empates em sete jogos.  

Leia tudo sobre: flamengoney francoluxemburgo