Löw diz que seguirá no comando da Alemanha até 2016

Treinador disse que não pode "imaginar nada mais bonito" do que continuar trabalhando com a seleção do país

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Löw faz um bom trabalho na seleção alemã e montou um excelente time, mas é criticado pela falta de títulos
Reprodução/Facebook
Löw faz um bom trabalho na seleção alemã e montou um excelente time, mas é criticado pela falta de títulos

Campeão pela Alemanha na Copa de 2014, Joaquim Löw disse que irá permanecer no comando da seleção do país até 2016, quando será realizada a próxima edição da Eurocopa. Em outubro do ano passado, a Federação Alemã de Futebol (DFB, na sigla em alemão) já havia anunciado a renovação do contrato do treinador até julho de 2016, mês em que será disputado o torneio continental, na França, mas se especulou nos últimos dias a possibilidade de o comandante deixar o cargo após atingir o objetivo maior de sua carreira com o título obtido no Brasil.

Entretanto, Löw descartou qualquer chance de pedir demissão em entrevista concedida ao site oficial da DFB, publicada nesta quarta-feira. Ele disse que não pode "imaginar nada mais bonito" do que continuar trabalhando com a seleção do país.

No cargo desde 2006, quando assumiu o lugar de Jürgen Klinsmann logo após a disputa da Copa realizada em seu país, Löw disse que continua empolgado por estar à frente da seleção alemã. "Estou tão motivado como no primeiro dia. Comemoramos um êxito gigantesco no Brasil, mas agora há outros objetivos que queremos alcançar. O Mundial de 2014 foi um ápice, mas não o fim", avisou o treinador.

Nos últimos dias, o presidente da DFB, Wolfgang Niersbach, já havia dito que tinha a convicção de que Löw cumprirá o seu contrato até o fim. Durante a própria Copa, a entidade descartou a possibilidade de o treinador se despedir da seleção após o fim da competição realizada no Brasil.

Löw acabou sendo uma aposta de longo prazo na seleção alemã, que viu este trabalho do treinador ser recompensado na Copa de 2014. Até então, o treinador não havia conseguido conquistar nenhum título no comando do time nacional. Derrotada pela Espanha na final da Eurocopa de 2008, a Alemanha caiu diante do mesmo rival na semifinal do Mundial de 2010 e amargou nova eliminação em uma semifinal na Euro de 2012, na qual foi superada pela Itália. Apesar das seguidas decepções, Löw foi mantido no cargo.

Leia tudo sobre: lowficaalemanha2016jogos olimpicos