Corinthians promete ser mais ousado contra o Bahia

Para Mano, time paulista tem de jogar de “forma inteligente” e ser “mais constante no ataque” do que foi contra o Vitória

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Se depender do discurso do técnico Mano Menezes, o torcedor pode esperar contra o Bahia, nesta quarta-feira, às 22 horas, no estádio Itaquerão, em São Paulo, pela rodada de ida da terceira fase da Copa do Brasil, um Corinthians bem diferente daquele que não saiu de um fraco empate por 0 a 0 com o Vitória, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

Nessa terça, o treinador prometeu um time alvinegro bastante ofensivo. “O Bahia vai esperar mais e jogar no nosso erro,porque o regulamento incentiva que seja assim, já que eles têm um segundo jogo em casa (no dia 6 de agosto, na Arena Fonte Nova, em Salvador). Vamos tomar a iniciativa, propor o jogo e atuar de forma mais enfática”, disse.

Mano Menezes permitiu a entrada da imprensa apenas na parte final do treino dessa terça, mas revelou que, sem a presença dos jornalistas, ensaiou “toque de bola rápido, marcação sob pressão e deslocamentos em velocidade”. Para obter uma vitória convincente o treinador disse até não se importa muito se a sua defesa for vazada - gols fora de casa são o primeiro critério de desempate na Copa do Brasil. “Você não pode entrar com medo de tomar gol. Sabemos que, ao propor o jogo, você cede espaços que não poderia ceder e, por isso, acaba correndo riscos”, afirmou.

Nas palavras de Mano Menezes, o Corinthians tem de jogar de “forma inteligente” e ser “mais constante no ataque” do que foi contra o Vitória. E isso passa necessariamente por trocar mais passes no campo ofensivo, na opinião do treinador.

Ele não pretende usar o confronto diante dos baianos para fazer testes visando o clássico de domingo contra o Palmeiras, pelo Brasileirão, também no Itaquerão. Apesar de o treinador não ter descartado a possibilidade de fazer mudanças na equipe em relação ao time que jogou no último domingo, Jadson deve enfrentar o Bahia mesmo estando suspenso do duelo do fim de semana.

O meia é o jogador mais criativo da equipe e principal responsável por fazer a ligação entre o meio de campo e o ataque. Como os baianos devem armar um ferrolho para se proteger, Jadson tem papel fundamental na construção das jogadas para encontrar brechas na defesa.

Quem corre risco de perder a vaga é o atacante Luciano, que rendeu muito abaixo do esperado na partida em Salvador. O paraguaio Angel Romero e Romarinho disputam a posição, mas o primeiro leva vantagem depois de ter sido bastante elogiado por Mano Menezes.

No Bahia, a novidade deve ser a estreia do atacante Marcos Aurélio, emprestado pelo Internacional e que teve o seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, nessa terça. Três jogadores estão fora do jogo e entregues ao departamento médico: Demerson, Henrique e Rhayner.  

Leia tudo sobre: corinthiansprometeserousadojogobahia