José Serra não vê irregularidade na construção de aeroporto em Minas

Candidato tucano à Presidência, Aécio nega que parentes seus tenham sido beneficiados pela obra, construída fim de seu segundo mandato como governador de Minas Gerais

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Serra não vê irregularidade na construção de aeroporto em Minas
FÁBIO GUINALZ/ESTADÃO - 5.3.2013
Serra não vê irregularidade na construção de aeroporto em Minas

O ex-governador de São Paulo e candidato ao Senado José Serra (PSDB-SP) disse não ver irregularidades na construção de um aeroporto do município de Cláudio (MG), no terreno de um tio do senador Aécio Neves (PSDB-MG) desapropriado pelo governo do Estado. Candidato tucano à Presidência, Aécio nega que parentes seus tenham sido beneficiados pela obra, construída fim de seu segundo mandato como governador de Minas Gerais.

"Não houve nada (de errado). Você manda pavimentar um aeroporto no interior e de repente 'bate' na sua família, mas não significa que seja em proveito dela", disse Serra. A área foi desapropriada pelo Estado antes da execução da obra, mas o tio de Aécio contesta na Justiça o valor proposto pelo governo para a indenização, que ainda não foi paga. Com a desapropriação, o Estado obteve a posse do terreno, mas ele só poderá ser registrado em nome do governo após o pagamento.

Serra esteve no Rio na noite desta terça-feira (22) para a sessão de autógrafos do seu livro "Cinquenta anos esta noite", em que rememora o golpe militar de 1964, o exílio e sua militância política e social nos últimos 50 anos.

Antes dos autógrafos, Serra participou de um bate-papo para uma plateia de cerca de 50 pessoas organizado pela editora em uma livraria no Shopping Leblon, no bairro da zona sul do Rio. Na conversa, Serra falou do período em que presidiu a UNE (União Nacional dos Estudantes), que coincidiu com o período do golpe.

Ao ser perguntado sobre suas impressões em relação à prisão de manifestantes que participaram de protestos no Rio, em especial de Elisa Quadros, a Sininho, Serra demonstrou desconhecimento pelo assunto. Mas disse: "Acho que aí (as prisões) é outra questão. Não acho que eles encarnam nenhuma vanguarda de luta política. Pra ser sincero não tenho acompanhado muito de perto, mas se você vive no Estado de direito vai ter regras. Não é onde cada um vai fazer o que quiser".

Havia expectativa de que Aécio comparecesse à sessão de autógrafos, mas o presidenciável, que também não foi ao lançamento em São Paulo semanas atrás, igualmente não apareceu no shopping carioca.

"Não esperava pelo Aécio porque sabia que ele teria um programa em São Paulo. Já estava marcado", afirmou o ex-governador.

Serra permanece no Rio nesta quarta-feira (23) e deverá palestrar na Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) às 12h30.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave