Brasil perde disputa por principal convenção do esporte

Reunião anual da SportAccord vai acontecer em Sochi, na Rússia, que foi sede dos Jogos de Inverno do ano passado

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Depois de falhar na organização da Soccerex, principal convenção mundial do futebol, e do Laureus, maior premiação do esporte, abrindo mão de ambas por problemas financeiros, o Brasil não conseguiu o direito de sediar a próxima reunião anual da SportAccord, considerada o maior evento da indústria do esporte, reunindo mais de 1.500 delegados.

A SportAccord, entidade que reúne as federações internacionais de modalidades e outras forças políticas do esporte, tem crescido em importância nos últimos anos. Como sua convenção reúne as principais lideranças do esporte, o COI (Comitê Olímpico Internacional) costuma aproveitar a estrutura para, em datas concomitantes, realizar um encontro do seu comitê executivo.

De acordo com a SportAccord, "diversas cidades brasileiras" demonstraram "forte interesse" em receber a convenção do ano que vem, prevista para acontecer entre abril e maio. Rio e Brasília apareciam como principais candidatas do País, mas a escolha acabou sendo por Sochi (Rússia), que venceu concorrentes como Abu Dabi (Emirados Árabes Unidos) e Durban (África do Sul).

A escolha pela sede da última edição dos Jogos Olímpicos de Inverno surpreende por conta da crise vivida pela Rússia com a comunidade internacional, uma vez que o país está em conflito territorial com a Ucrânia e tem recebido sanções dos Estados Unidos e seus aliados.

A convenção de Sochi será a 13.ª da SportAccord, que reuniu 1.636 delegados de 78 nacionalidades em Antalya, na Turquia, em abril passado. Foi deste evento que saíram as duras críticas à organização dos Jogos do Rio, que fizeram com que o COI ameaçasse uma intervenção.

A entidade é presidida por Marius Vizer, chefe também da Federação Internacional de Judô. A expectativa da SportAccord é que a sua próxima convenção reúna mais de 7 mil delegados, uma vez que a entidade tenha ganhado espaço organizando eventos como os Jogos Mundial de Combate, de Praia, de Mente e Artísticos, numa alternativa à Olimpíada.

O COI é só um dos membros da entidade, que reúne, por exemplo, o Comitê Olímpico Paralímpico, o Sindicato dos Trabalhadores em Federações Internacionais, a Federação Internacional do Esporte Universitário e federações de modalidades não-olímpicas, entre elas a FIA (automobilismo) e FIM (motociclismo).

Leia tudo sobre: SportAccordconvençãoreuniaoesportesochibrasilsede