Exército ucraniano convoca jogador brasileiro naturalizado

Edmar Lacerda é atleta do Metalist da Ucrânia e não gostou nada da intimação para atuar no conflito

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Desde 2008, Edmar é casado com uma ucraniana, que também ficou surpresa com a intimação do exército
Reprodução Facebook
Desde 2008, Edmar é casado com uma ucraniana, que também ficou surpresa com a intimação do exército

Quando o brasileiro Edmar Lacerda resolveu se naturalizar ucraniano em 2011, ele almejava servir ao país onde se destacou, representar as cores do país do leste europeu. Cerca de três anos depois, ele foi convocado. Mas não é para entrar em campo pela seleção. O jogador do Metalist Kharkiv foi intimidado a integrar o exército local para atuar no conflito contra a Rússia.

"Não esperava isso", reconheceu o jogador em entrevista ao site Sport, da Ucrânia. "Me surpreendeu muito esta convocação [para servir o exército], já que não esperava isso. Quando vi nem sabia o que fazer. Se eu tiver que ir, nem sei o que faria. A única coisa que posso fazer bem é jogar futebol", emendou o atleta. 

Desde 2008, Edmar é casado com uma ucraniana. A própria esposa dele não gostou nada da situação. 

"Eu fui até o clube, eles me orientaram e devem resolver a questão. Eu não sei se outros companheiros de equipe também receberam a intimação, não disse nada para ninguém. Minha esposa estava com muito medo, mas eu tranquilizei-a. Vai ficar tudo bem, vou voltar a treinar e em breve começará o campeonato", completou o jogador.

O pais vive uma grande crise por causa do conflito com a Rússia, que começou em novembro do ano passado. Em um dos recentes episódios, um voo da MH17 da Malasya Airlines teria sido atingido por um míssil russo. Alguns brasileiros chegaram a se recusar a voltar aos clubes. 

 

Leia tudo sobre: Edmar LacerdaMetalistUcrâniaconflitoguerraconvocadointimadoRússia