Hospital investiga morte de pacientes após quimioterapia

Tanto os pacientes que morreram como a que passou mal após a quimioterapia foram medicadas com 5-fluorouracil e leucovorin, ambos registrados pela Anvisa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Santa Casa de Campo Grande investiga as causas da morte de três pacientes, desde o último dia 12, após terem sido submetidos ao tratamento de quimioterapia no hospital.

De acordo com a Santa Casa, uma quarta paciente, cujo nome não foi divulgado, apresentou sintomas semelhantes aos relatados pelos três que morreram. Ela continua internada e está em recuperação, segundo o hospital.

Tanto os pacientes que morreram como a que passou mal após a quimioterapia foram medicadas com 5-fluorouracil e leucovorin, ambos registrados pela Anvisa.

Em nota, a Santa Casa afirma que suspendeu o uso dos medicamentos. Segundo o hospital, a norma é "suspender imediatamente o uso de medicamentos ou de procedimentos que porventura venham a ser considerados suspeitos de colocar em risco a saúde de seus pacientes".

A Comissão Permanente de Óbito do Hospital foi acionada e investiga o caso em conjunto com a Vigilância Sanitária Estadual e as secretarias municipal e estadual de Saúde.

Uma equipe de técnicos em regulação e vigilância sanitária da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) também está em Campo Grande para acompanhar as investigações.