'Chance da vida' empolga Felipe Menezes no Palmeiras

Jogador promete se esforçar ao máximo em campo para mostrar serviço e ficar com a titularidade

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Felipe Menezes está há um ano no Palmeiras. Neste período, não teve uma sequência de mais de três jogos para justificar o investimento feito em seu futebol. Com a saída de Valdivia, a vaga de armador do time ficou aberta e ele espera "ganhar" a concorrência com Mendieta e ser o novo maestro de Ricardo Gareca.

Para convencer o treinador argentino de que pode suprir a saída do chileno - Gareca lamentou muito a perda de seu camisa 10 -, Felipe Menezes promete se esforçar ao máximo em campo para mostrar serviço. Ele entrou durante a partida com o Cruzeiro e agora ganha chance de iniciar diante do Avaí, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil.

O jogador espera agarrar e não largar mais a "chance da vida". "Na Série B foram dois ou três jogos seguidos no máximo. Isso não é o suficiente para um jogador atingir o seu ápice. Mas dá para mostra o seu valor, sim. Temos de aproveitar as oportunidades, sejam cinco, dez minutos ou um jogo inteiro", enfatizou o jogador nesta terça-feira, satisfeito por voltar a ser titular em um jogo. "Tenho tentado mostrar meu trabalho nos treinamentos e agora vou fazer de tudo nesse jogo. É um treinador novo, vou procurar agradar para me manter entre os titulares".

Gareca vai modificar bastante o time diante do Avaí. Já pensando no clássico com o Corinthians, domingo, no Itaquerão, ele poupa vários titulares que nem viajarão para Florianópolis, como Wendel, Tobio, Lúcio, Renato e Diogo. Mendieta, que disputa a vaga com Felipe Menezes, ficará no banco.

Apesar de a equipe ser bem modificada, a meta é acabar com o incômodo jejum de cinco jogos sem vitórias. O triunfo ainda seria um combustível a mais para o clássico com os corintianos.

"Mais importante do que qualquer coisa, que sequência para qualquer jogador, é a vitória. A gente tem de conseguir uma vitória para adquirir uma confiança e depois tentar engatar uma sequência. Ainda que não esteja tão pressionado pelos times lá de trás, esse não é o campeonato que o Palmeiras quer vencer", assume o meia. "Agora, pensando em Copa do Brasil, temos de fazer um bom jogo lá (em Florianópolis) para depois sacramentar a vaga em casa".

Contra a falta de entrosamento, Felipe Menezes revela que a ordem é conversar bastante em campo. "O Gareca parou bastante o treino para nos orientar nas bolas paradas principalmente. Não estamos entrosados, foi só um treino, mas já conhecemos os colegas dos treinos e, se nos falarmos bastante, temos chances de somar um bom resultado".

Leia tudo sobre: felipe menezespalmeiraschancevida