Ex-policial e irmão são julgados por tentativa de duplo homicídio

Eles já estavam presos por outros homicídios e serão julgados pela tentativa de morte de outras duas pessoas; a dupla é acusada de integrar um grupo de extermínio em São José da Lapa e Vespasiano

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Com mais de uma hora e meia de atraso, começou, na manhã desta terça-feira (22), o julgamento dos irmãos suspeitos de integrarem um grupo de extermínio em São José da Lapa e Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, que teria causado a morte de pelo menos 21 pessoas ligadas ao tráfico de drogas entre 2004 e 2009. Formalmente, eles irão responder por tentativa de duplo homicídio.

O ex-policial militar Rodney Balbino Leonardi, conhecido como “Robocop”, e Robert Balbino Leonardi, o “Betinho”, estão presos. Em agosto do ano passado Betinho já havia sido condenado a 20 anos de prisão por um homicídio e uma tentativa de assassinato ocorridos em setembro de 2009 em São José da Lapa. Em outro julgamento, quando foi acusado de um duplo homicídio ocorrido em agosto de 2009, ele foi absolvido por falta de provas.

De acordo com os autos do processo, há indícios de que os réus comandam o tráfico de drogas em Vespasiano e que agiam para eliminar seus rivais.

O julgamento é presidido pelo juiz Glauco Eduardo Soares, do 2º Tribunal do Júri do Fórum Lafayette. O promotor Herman Lott irá representar o Ministério Público (MP), como agente de acusação.

De acordo com o MP, os crimes ocorridos envolvem gangues criminosas ligadas ao tráfico de drogas em São José da Lapa e região. Por serem de grupos rivais, os acusados e outros integrantes de quadrilhas se enfrentam constantemente, numa disputa por pontos de venda de tóxicos.

Além dos dois acusados, 13 testemunhas devem ser ouvidas durante o julgamento. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave