Mudança atende a apelo por participação

iG Minas Gerais |

A alteração na proposta do Nova BH foi interpretada como um recuo da Prefeitura de Belo Horizonte para atender as reclamações feitas pela sociedade civil de falta de participação popular. “Essa atitude mostra que estávamos certos desde o início. A prefeitura aprovou a operação urbana no Conselho Municipal de Política Urbana (Compur) na marra, usando o voto de minerva. Ou seja, com o posicionamento contrário dos setores popular, técnico e empresarial”, afirmou o diretor o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscom-MG), Renato Michel.

O secretário municipal adjunto de Planejamento Urbano, Leonardo Castro, afirmou que a prefeitura está sempre aberta a refletir sobre suas propostas.

“Esse foi um projeto que gerou muitas discussões e não estamos engessados. Por isso, trabalhamos para aprimorar a proposta com a contribuição do que foi discutido nesse tempo em torno do tema”, avaliou Castro. (BM)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave