Santos não descarta Robinho, mas alto salário assusta

Jogador está negociando transferência ao time que comprou Kaká para ser repassado por empréstimo a um clube brasileiro

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Robinho anotou um dos gols da vitória rossonera neste domingo
Divulgação / Uefa
Robinho anotou um dos gols da vitória rossonera neste domingo

O Santos não assume oficialmente o interesse por Robinho, que está perto de se juntar ao meia Kaká no Orlando City, dos Estados Unidos, com a possibilidade de ser repassado gratuitamente por empréstimo até o fim do ano para algum clube brasileiro. É que nos contatos iniciais o pedido do atacante (por meio de representantes) assustou: R$ 800 mil reais livres de impostos por mês de salário e R$ 450 mil de comissão para o pai e empresário dele, Gilvan de Souza.

As informações foram dadas por um dos integrantes do Comitê de Gestão, que pede para não ter o nome divulgado. "A postura do Santos é de esperar para ver o que vai acontecer, mas, a princípio, o que o jogador pede nenhum clube brasileiro tem condições de pagar", disse a fonte. O presidente Odílio Rodrigues não fala sobre o assunto.

De acordo com a advogada e representante de Robinho, Marisa Alija, os números que têm sido publicados na imprensa não são verdadeiros. Alija está na Itália para participar de reuniões com Adriano Galliani, homem forte do futebol do Milan, e dirigentes do Orlando City, que foi comprado pelo empresário brasileiro Flávio Augusto da Silva, ex-dono de uma escola de línguas.

"É cedo para falarmos sobre o futuro. Antes de pensar em clubes para o empréstimo, o Orlando City terá de comprar Robinho do Milan. E, caso haja o acerto, então ele vai decidir como profissional que é, optando pela melhor proposta, levando em consideração a segurança no trabalho e a qualidade de vida na cidade onde terá de morar", afirmou Alija.

Se Robinho for contratado pelo Orlando City para disputar a Major League Soccer (MLS, a liga profissional dos Estados Unidos) a partir de março de 2015, será dele a escolha do clube para defender por empréstimo até o fim do ano, segundo Flávio Augusto.

Alija afirmou que há clubes de outros dois países que querem Robinho e que as especulações são que no Brasil os interessados em tê-lo por empréstimo seriam Santos, Atlético, Flamengo e Cruzeiro.

Leia tudo sobre: santosrobinhomilanmercadoorlando cityemprestimo