Comitê de Dilma entrará com representação contra Aécio por aeroporto

Estado gastou quase R$ 14 milhões para construir no município de Cláudio um aeroporto num terreno que já pertenceu a Múcio Guimarães Tolentino, tio-avô do candidato tucano

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O comitê presidencial de Dilma Rousseff vai entrar na terça-feira (22) com uma representação por improbidade administrativa no Ministério Público de Minas Gerais contra Aécio Neves (PSDB) pela construção de um aeroporto pelo governo de Minas Gerais em uma propriedade que pertenceu a um tio do político.

A decisão, antecipada pela Folha de S.Paulo nesta segunda (21), foi tomada pela coordenação jurídica da campanha petista mais cedo.

Aécio, além de senador, é candidato à Presidência pelo PSDB e principal adversário de Dilma. A Folha revelou neste domingo (20) que, no fim do segundo mandato de Aécio como governador de Minas Gerais, o Estado gastou quase R$ 14 milhões para construir no município de Cláudio um aeroporto num terreno que já pertenceu a Múcio Guimarães Tolentino, tio-avô do candidato tucano e ex-prefeito da cidade. O terreno foi desapropriado para a construção do aeroporto.

Aécio usou seus perfis nas redes sociais para contestar a reportagem da Folha. "O aeroporto foi construído em área pertencente ao Estado, não havendo investimento público em área privada", afirmou o candidato tucano.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave