É bom o Brasil fechar acordo comercial 'logo', diz Comissão Europeia

"Me parece um bocadinho absurdo que a UE tenha acordo de livre comércio com o mundo inteiro menos com o Brasil", disse Barroso, o presidente da Comissão

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, disse que é "bom para o Brasil" trabalhar para "fechar logo" um acordo de livre comércio com a União Europeia.

Segundo o político, "parece um absurdo" o Brasil e seus parceiros do bloco não concluírem negociações, abertas há mais de uma década, enquanto a UE fez nesse período vários acordo bilaterais, inclusive com países da região, como Peru e Colômbia e mais recentemente o Equador -- que inicialmente resistia à oferta europeia.

"Me parece um bocadinho absurdo que a UE tenha acordo de livre comércio com o mundo inteiro menos com o Brasil. O Brasil é o ponto mais importante (para o acordo) do Mercosul", disse, em evento da FGV. Barroso reconheceu que há resistências tanto do Brasil, líder do bloco regional, como da Europa. "Não sei se será fácil fechar o acordo, mas acontecerá."

Após o fracasso da rodada Doha de liberalização global de comércio, a UE buscou acordos bilaterais e o coroamento dessa política é a atual negociação com os EUA.

Para Barroso, esse acordo também não será fácil diante do porte das duas economias e interesses diversos.

Ao dizer que seria bom o Brasil concluir "logo" o acordo UE-Mercosul, Barroso disse que "pouco restará" ao bloco, pois outros mercados podem já ter ocupado o espaço brasileiro e de seus sócios. Um exemplo é o caso da carne -- os EUA também são grandes produtores.

Dilma 

Barroso disse que conversou muito com a presidente Dilma na última sexta-feira (18) sobre o formato e propostas para o acordo.