Postura "arrebatadora" em início de jogo agrada Marcelo Oliveira

Treinador do Cruzeiro destacou começo contra o Palmeiras como o melhor da temporada, mas não deixou de atentar para as falhas do seu time

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Com menos de dez minutos de jogo, o Cruzeiro construiu, nesse domingo, o "cenário" no qual culminaria a vitória por 2 a 1 sobre o Palmeiras, aumentando ainda mais a sua vantagem na liderança do Brasileirão. O meia-atacante Ricardo Goulart, aos sete, seguido pelo zagueiro Manoel, aos nove minutos do primeiro tempo, foram os responsáveis por mostrar que o time mineiro não estava ali, no Pacaembu, para brincadeira. A postura "arrebatadora" da Raposa no começo do duelo agradou e muito ao comandante Marcelo Oliveira. Na visão do treinador cruzeirense, a atitude fora de casa foi fundamental para levar a equipe a mais uma vitória no Nacional. “Considero ter sido o nosso melhor começo. Foi extraordinária a arrancada que tivemos, mas o futebol tem 90 minutos e não podemos nos apegar a isso. Essa foi a cobrança no intervalo. Começamos bem, mas passamos a fazer jogadas de toques curtos, perdendo a bola e dando um gás muito grande para o Palmeiras”, avaliou o comandante celeste, que reconheceu também a pressão sofrida pelo Cruzeiro na segunda etapa, quando o clube acabou levando um gol. A Raposa lidera o Brasileiro com 25 pontos. E uma das explicações para isso é o bom rendimento do grupo tanto dentro, como fora de casa - das oito vitórias, quatro são como mandante e quatro como visitante -, fato valorizado pelo técnico Marcelo Oliveira. “Precisamos de uma pontuação alta dentro de casa, como no ano passado, e buscar resultados como hoje, contra uma grande equipe. Uma vitória um pouco sofrida, mas muito comemorada por todos pela garra e pela luta”, destacou. O próximo compromisso do Cruzeiro é neste sábado, às 18h30, quando recebe o Figueirense, no Mineirão, pela 12ª rodada.

Leia tudo sobre: marcelo oliveirainicioarrebatadorcruzeirovitoriapalmeirasbrasileiro