Aumento da frota saturou complexo

Não houve descentralização dos centros urbanos, e milhares de moradores da capital e região metropolitana ainda são obrigados a passar pelo complexo todos os dias

iG Minas Gerais | Johnatan Castro |

Construído nos anos 70, o complexo da Lagoinha é o mais emblemático conjunto de viadutos da capital. O engenheiro Luiz Silva Portela participou da elaboração do projeto e diz que ele foi fundamental para resolver problemas que a cidade enfrentava na época.  

“Ele solucionou muitas coisas porque a cidade era dividida ao meio pelo ribeirão Arrudas e pela ferrovia. Ajudou na integração”, afirma Portela, que é membro da Sociedade Mineira de Engenheiros.

O problema, para o especialista, veio com o aumento da frota de veículos de Belo Horizonte. Além disso, na opinião dele, não houve descentralização dos centros urbanos, e milhares de moradores da capital e região metropolitana ainda são obrigados a passar pelo complexo todos os dias. O mesmo problema se repete em outros locais, como o viaduto Itamar Franco, no bulevar Arrudas, e o viaduto do Anel Rodoviário sobre a praça São Vicente, no bairro Padre Eustáquio, na região Noroeste. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave