Dez minutos de exposição diária ao sol previne a doença

iG Minas Gerais | Litza Mattos |

A exposição diária do corpo ao sol por cerca de dez minutos ou o bastante para deixar a pele rósea é o suficiente para que o organismo produza, no mínimo, dez mil unidades de vitamina D – principal forma de prevenção da esclerose múltipla em adultos.  

Porém, essa não parece ser uma tarefa fácil atualmente, devido às mudanças de comportamento da vida moderna. “As pessoas hoje evitam o sol sem filtro solar, trocam os parques pelos shopping centers e usam películas nos vidros dos carros”, diz o neurologista Cícero Coimbra, o que aumenta a vulnerabilidade à doença.

De acordo com o médico, a exposição ao sol deve ser feita com trajes de banho para que os raios incidam sobre todo o corpo. “E esse tempo é indicado para pessoas de peles claras, aquelas com a pele muito pigmentada têm que ficar mais tempo”, diz.

Segundo Coimbra, os medicamentos multivitamínicos “possuem doses irrisórias de vitamina D” e não servem como prevenção, mas já é possível encontrar nos Estados Unidos um pote com 360 cápsulas na dosagem ideal da vitamina por U$ 26 (R$ 57). 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave