Indústria terá que reduzir margens

As empresas terão que inovar e reduzir as margens de lucro para oferecer artigos de qualidade a preços acessíveis

iG Minas Gerais | Queila Ariadne |

Alexandre de Souza, dono do salão Branca de Neve, viu o carro ser levado por um oficial de Justiça
LEO FONTES / O TEMPO
Alexandre de Souza, dono do salão Branca de Neve, viu o carro ser levado por um oficial de Justiça

Mesmo com inflação corroendo o poder de compras, os aglomerados continuam uma grande potência de consumo. Mas, segundo o fundador do Data Favela, Renato Meirelles, a indústria e o comércio terão que se adaptar para continuar lucrando com esse público. “Com a renda comprometida e sem perspectiva de melhorá-la, esse público vai pensar duas vezes antes de comprar e ficará mais exigente”, afirma.

Segundo o professor de gestão estratégica de preços da Faculdade IBS da FGV, Pierre Wagner, a alternativa está na gestão de custos. “O consumidor não terá mais dinheiro para arriscar a comprar um produto de baixa qualidade e depois ter que gastar de novo. As empresas terão que inovar e reduzir as margens de lucro para oferecer artigos de qualidade a preços acessíveis. Com preço justo, dá para ganhar dinheiro na base da pirâmide”, destaca. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave